quinta-feira, 19 de abril de 2018

Semana Vocacional em Surubim-PE


Agradeço àquele que me deu força, a Jesus Cristo nosso Senhor, que me considerou digno de confiança, tomando-me para o seu serviço. (1Tm 1, 12)

Nos dias 08 a 15 de abril de 2018 realizou-se na cidade de Surubim-PE, uma Semana Vocacional por ocasião dos 25 anos de Vida Consagrada de Ir. Verônica Firmino, fsp. Estiveram presentes as Irmãs Fabíola Medeiros, Cícera Gomes, Mery Elizabeth e Verônica Firmino (Jubilanda).



Durante a Semana Vocacional as Irmãs Paulinas realizaram diversas atividades, como: Visitas às Escolas da cidade, ao Abrigo dos Idosos e encontros com as Pastorais e Movimentos da Paróquia de São José. Além disso, diariamente a equipe missionária participava do Programa de Rádio da Paróquia, “Vinde e Vede”, transmitido pela Rádio Surubim AM.
Em todos os encontros que as Irmãs Paulinas participaram faziam o convite vocacional aos jovens, assim como convidavam a todos para participarem da celebração em Ação de Graças pelos 25 anos de Vida Religiosa de Ir. Verônica Firmino (filha daquela cidade).



Agradecemos imensamente aos padres Artur Alexandre (pároco) e Cleydson Ferreira (Vigário paroquial), pela acolhida e dedicação que tiveram para conosco (Irmãs Paulinas) durante toda a Semana Missionária Vocacional.




Nossos agradecimentos se estendem as Religiosas (os) e Leigos da cidade, que nos acompanharam ao longo da semana com carinho e empenho.
Que o Dono da Messe continue abençoando a vida de Ir. Verônica e chamando mais operários e operárias para sua messe.

Ir. Fabíola Medeiros, fsp

terça-feira, 10 de abril de 2018

Despertar Vocacional Arquidiocesano


“Eu te tatuei na palma de minha mão. ”

Nos dias 7 e 8 de abril, no Centro de Formação Maromba (Arquidiocese de Manaus) a Pastoral Vocacional realizou o primeiro encontro do ano com a juventude: Despertar Vocacional – Eu te tatuei na palma de minha mão.





            Iniciamos o encontro com um momento de oração e de apresentação, onde os jovens puderam se conhecer e se apresentar e assim quebrarem o “gelo” inicial. Com a ajuda dos Freis Roberto e Marcos, demos início ao Encontro, convidando os jovens a se perguntarem o “por que” estar no encontro para o Despertar Vocacional?
            E assim, percorrendo um itinerário, com o auxílio de dinâmicas e momentos orantes, os jovens foram descobrindo o verdadeiro tesouro de suas vidas, sendo convidados a deixar para trás certas “bagagens” que já não são mais úteis para suas vidas, para dar lugar ao grande tesouro.
            Foram dias de partilhas de vida, momentos orantes, encontros com Deus e sobretudo um momento para os jovens se colocarem na busca cotidiana de responder com prontidão ao chamado do Jesus: “Vem e segue-me.”

“Ó Jesus, Pastor Eterno, enviai bons e santos operários para a Vossa Messe.”

Ir. Sabrina Mosena, fsp

terça-feira, 27 de março de 2018

“Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-Me” (Lc 9,23)


Com alegria, as irmãs da comunidade do Recife, receberam entre os dias 23 e 25 de março seis jovens para primeira convivência vocacional deste ano. O tema deste primeiro encontro foi: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-Me” (Lc 9,23), e teve o objetivo introduzir as jovens no clima da semana Santa. Além disso, proporcionou uma reflexão quanto ao seguimento de Cristo de forma mais comprometida e consciente.


 Durante o encontro as jovens visitaram a livraria Paulinas, centro de evangelização, lugar especial, considerado verdadeira Igreja no qual se anuncia por meio dos livros, Cds, Dvds, cartazes, da vida das irmãs e dos colaboradores a mensagem da Palavra Sagrada.


O encontro foi permeado de momentos fortes de espiritualidade como oração do terço, adoração ao Santíssimo Sacramento, além do momento de deserto na manhã do domingo. Nestes momentos as jovens foram convidadas a no silêncio perscrutar o que o próprio Senhor lhes comunicou no decorrer do encontro.
A convivência se encerrou com a celebração da Santa Missa presidida por Dom Manuel Reis de Farias, bispo emérito da Diocese de Petrolina. A celebração também contou com a presença de familiares das jovens vocacionadas.

Ir. Mery Elisabeth Souza, fsp

terça-feira, 20 de março de 2018

Jubileu de Prata de Ir. Gervis Monteiro e Semana Missionária em Boa Vista do Ramos - AM


“Tudo posso Naquele que me conforta.” (Fl 4,13)

No dia 26 de fevereiro de 2018 partimos do Porto de Manaus rumo à Boa Vista do Ramos, Diocese de Parintins, para louvar e agradecer a Deus, junto com as comunidades, os 25 anos de Consagração de nossa querida Ir. Gervis Monteiro, na Congregação das Irmãs Paulinas.





Chegando a Boa Vista do Ramos, pegamos mais uma canoa em direção à Comunidade São Tomé, comunidade ribeirinha, onde ocorreu o Encontro do Setor. Naqueles três dias, partilhamos a vida e a vocação com todas as comunidades que pertencem a esse setor, que também é o setor de origem de nossa irmã.
Percorremos um itinerário com nossos irmãos, falando sobre a Vocação e as dimensões que englobam a minha vocação particular: a minha relação comigo mesmo, com Deus, com o outro e com a Casa Comum.
Com a ajuda e presença dos padres Jânio e Luis Carlos, celebramos a Eucarístia nesses três dias com atendimento às confissões.
Foi um momento de graça que vivenciamos junto à Comunidade São Tomé e as demais comunidades lá reunidas. Oportunidade para recordar também as raízes de Ir. Gervis junto àquele povo que faz parte dos seus 25 anos de Consagração.
Encerramos o Encontro do Setor no domingo, dia 4 de março, e assim retornamos à cidade de Boa Vista do Ramos para assim, com a missa de envio na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, darmos continuidade a grande Semana Missionária nas comunidades da cidade.  
Percorremos um itinerário muito intenso: todas as manhãs, mais precisamente às 6h da manhã, nos reuníamos em uma das comunidades que pertence à Paróquia de Boa Vista do Ramos, para iniciarmos nossas atividades com um momento de oração e, claro, um bom café da manhã regional.







Assim, muito bem abastecidos, espiritualmente e corporalmente, partíamos em missão com duas equipes: a equipe da visita às famílias daquela comunidade pré-estabelecida e a outra equipe nas escolas com a juventude.
Eu, particularmente, fiquei a semana toda na equipe das escolas com a Ir. Gervis, Pe. Janio, seminaristas Audicley, Gabriel e Markcson, e nossas aspirantes Lorenilda e Raissa, falando sobre o sentido da vida, valores e compartilhando junto com nossa juventude seus sonhos e ideais.  
Assim, caminhamos a semana inteira com visita às famílias, nas escolas e todas as noites encerrávamos nossas atividades naquela comunidade visitada com a Celebração Eucarística. Além disso, um momento de espiritualidade com toda a comunidade, contemplando a vida, a missão, a nossa vocação.
O que dizer sobre tudo que vivenciamos ao longo desses dias tão intensos? A palavra que define é: Gratidão. Gratidão a Deus Pai e Mãe, que amou e chamou desde o ventre de sua mãe a Ir. Gervis, e a fez superar todas as barreiras e dificuldades, saindo de sua realidade naquela comunidade São Tomé para se aventurar em terras completamente desconhecidas, por causa somente de um Grande Amor. Gratidão à tão querida família de Ir. Gervis, que desde sempre a apoiou, amparou e nos acolheu nesses dias, fazendo-nos sentir como um membro da família.
Gratidão aos padres Ozéias, Luis Carlos, Antonio, Jânio, Carlos Caridade que acompanharam, desde a preparação, até o dia do Jubileu. E a Dom Giuliano e aos padres presentes na Celebração Eucarística, a nossa gratidão!
Ao povo Boa-Vistense a nossa eterna Gratidão e carinho! Em nossa jornada, que se chama vida, muitas pessoas passam por ela deixando suas marcas de um jeito ou de outro: sorrisos, abraços, lágrimas, presença.
Certamente daqui a alguns anos ao olharmos para trás, recordaremos de tudo que vivenciamos juntos e de tudo que construímos juntos. Por isso, “partimos com o coração repleto e confiante e, sobretudo: cheio de nomes...”
“À causa do Evangelho dedicamos não só o tempo e as energias, mas a própria vida.” (Const. 12)
Gratidão!
Ir. Sabrina Mosena, fsp

quarta-feira, 7 de março de 2018

Encontro com os jovens crismandos


No dia 04 de março de 2018, domingo, a Ir. Gabrielle Bezerra, Fsp esteve na Igreja Nossa Senhora do Rosário no Rio de Janeiro, para conduzir uma conversa com os crismandos, cujo tema era vocação. Os jovens foram receptíveis a mensagem, todos participaram com perguntas e partilhas sobre o tema trabalhado.
Ir. Gabrielle e jovens crismandos
“Foi bom ter vindo para esta palestra, agora entendi as vocações”, expressou um jovem que já recebeu o sacramento do crisma, mas que veio participar do encontro a convite de sua catequista, Bruna.
É significativa a Orientação Vocacional para a juventude, geralmente, percebe-se que muitos jovens ainda não têm muito conhecimento da dimensão vocacional. E é comum a juventude confundir a escolha profissional com a vocação. Por isso, explicar para eles que somos chamados à vida, a sermos cristãos e que cada um é convidado a escolher uma opção dentro das vocações específicas apresentadas pela Igreja, é uma base em vista da construção de sua identidade.
Peçamos a Jesus que fortaleça e anime estes jovens a serem resilientes no caminho da fé e da santidade.
Ir. Gabrielle Bezerra, fsp

domingo, 4 de março de 2018

Um “Sim” para sempre

A profissão perpétua é um ato decisivo na história de uma vocação religiosa.
            Uma saudação especial do Curso de Preparação à Profissão Perpétua das Filhas de São Paulo (Irmãs Paulinas), às irmãs e aos amigos (as) da Província do Brasil, que nos acompanham com suas orações e carinho.

A abertura oficial do curso de preparação à Profissão Perpétua aconteceu no dia 15 de janeiro, em Tor San Lourenzo – Itália, com a Celebração Eucarística presidida por Pe. Domenico Soliman, SSP. Compartilhamos desse momento especial de nossa caminhada com o Governo Geral e com as nossas formadoras, Ir. Clarice Josefa e Ir. Felicita Teron. 
Após a Celebração, Sr. Anna Maria Parenzan, Superiora Geral das Filhas de São Paulo dirigiu ao grupo das irmãs junioristas, suas palavras de acolhida e motivação para esse início de caminhada que o Senhor preparou para nós.O grupo é composto por 18 Irmãs de nove nações distintas: (Índia, Congo, Madagascar, Quênia, Nigéria, Tanzânia, Filipinas, Brasil e Estados Unidos). 

A nossa superiora ainda nos recordou que este é um tempo para estar em profunda comunhão com Deus, e com cada irmã da congregação. Pois iniciamos uma experiência prolongada de Deus, e uma experiência prolongada de comunhão entre nós, e com todas as irmãs da congregação. “Iniziate un’esperienza prolungata di Dio e un’esperienza prolungata di comunione tra voi e con tutte le sorelle della Congregazione”. E assim se deu a abertura oficial do Curso de Preparação à Profissão Perpétua de 2018.
Este é um tempo propício para aprofundar ao máximo a riqueza e beleza do nosso Carisma. Estamos vivendo um tempo forte de encontro com Deus através da oração, silêncio, estudo, reflexão, partilha e na acolhida da diversidade cultural com o espírito da universalidade paulina. Rendemos graças ao Senhor por esse tempo que Ele fez para nós. Caminhamos com o profundo desejo que “Cristo seja formado em nós”.
            “Arrivare alla professione perpetua è arrivare ai piede del monte, ma non per fermarsi, bensì per salire fine alla perfezione” (B. G. Alberione).

Ir. Elivânia Santos, fsp (Brasil)

sexta-feira, 2 de março de 2018

“Transformar-se em Cristo por sua infinita misericórdia”


No dia 25 de fevereiro de 2018, domingo, a comunidade das Irmãs Paulinas do Rio de Janeiro recebeu os crismandos da comunidade de São Sebastião, Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus da Diocese de Duque de Caxias-RJ, para um dia de retiro Quaresmal. “Transformar-se em Cristo por sua infinita misericórdia”, foi o tema escolhido pelos catequistas para a reflexão.
O encontro foi vivenciado com momentos profundos de oração, louvores, dinâmicas, recreação e palestras. No final do dia aconteceu a celebração eucarística, presidida pelo pároco dos jovens crismandos, o Pe. Renato Gentile.
Momento de dinâmica

Momento de descontração


O objetivo dos catequistas foi ajudar os jovens a viverem uma experiência diferente na casa das Irmãs paulinas. Assim, despertar neles o chamado de Deus para um compromisso maior com a vida e a Igreja.
O Apóstolo Paulo várias vezes foi mencionado no encontro, pelo seu exemplo de transformação e seguimento a Cristo. Pois, “Esta vida que agora vivo, eu a vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”, Gl 2,20. Deus, em sua infinita bondade fortaleça e ajude estes jovens a assumir sua liberdade como dom precioso para o bem.
Celebração eucarística

Irmãs e jovens


Ir. Gabrielle Bezerra, fsp