sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Irmãs Paulinas em Maceió-AL

Comunidade Nossa Senhora da Conceição-Maceió-AL
Dos dias 27 a 28 de setembro de 2016, atendendo ao convite do Pe. Marivaldo, a Ir. Fabíola Medeiros e a colaboradora da Paulinas Livraria, Bardione, estiveram na Paróquia São José Operário, localizada no Bairro Fernão Velho, Maceió-AL para duas noites de Leitura Orante com as Comunidades daquela Paróquia. 
Paróquia São José Operário
Durante os encontros realizados nas duas noites foi possível fazer um breve estudo do livro de Miqueias (Livro profético estudado este ano na Igreja do Brasil, por ocasião do Mês da Bíblia) e a experiência da Leitura Orante da Palavra. A participação das pessoas daquelas comunidades foi significativa, contando com a presença de inúmeros jovens.
Livraria Paulinas em Maceió-AL
Agradecemos a Deus por mais esta oportunidade de estudar e rezar a Palavra de Deus e de tornar o Carisma Paulino mais conhecido entre os jovens alagoanos.

Bíblia e vocação

A Escritura se apresenta como uma grande companheira para os jovens que estão à procura do projeto de Deus sobre si mesmos e para todos os que estão dando os primeiros passos numa opção de vida. A Sagrada Escritura é necessária para compreender a própria vocação, para aprofundar a própria fé e para avaliar a caminhada de coerência com o chamado recebido.
Quem começa a interrogar-se seriamente sobre o que fazer da própria vida, qual direção tomar em nível afetivo, de trabalho, de compromisso social, mas também de amizades e de modos de lazer, mesmo de forma ainda não explícita, está se aproximando do mistério da vida enquanto vocação.
Este livro pretende facilitar o encontro entre o jovem que está à procura e a Bíblia, sugerindo algumas indicações de método e algumas importantes disposições de partilha.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

O novo calendário reúne em única celebração os três arcanjos que eram comemorados em dia diferentes. Este dia, seria a festa do arcanjo São Miguel, o antigo padroeiro da sinagoga e agora padroeiro universal da Igreja. São Gabriel é o anjo da Anunciação, enquanto São Rafael é invocado como guia dos que viajam.
A existência dos seres incorpóreos, que as Sagradas Escrituras chamam habitualmente de anjos, é uma verdade de fé.
Mas quem são os anjos? Eis a resposta de Santo Agostinho:"Angelus officii nomen est, non naturae... Anjo é denominação de encargo, não de natureza. Se perguntares pela denominação de natureza, é um espírito; se perguntares pelo encargo, é um anjo: é espírito por aquilo que é, e é anjo por aquilo que faz.
Os anjos são, pois, servidores e mensageiros de Deus. Pelo fato que "veem sempre a face do Pai que está no céu", como se lê no Evangelho de Mateus, eles são executores poderosos de suas palavra, obedientes ao som da sua palavra"( Salmo 103,20).
São Miguel,como expressão da onipotência de Deus, recebeu desde o começo da história do cristianismo, um culto particular. Constantino e Justiniano erigiram-lhe dois santuários nas duas extremidades de Bósforo.
Em Roma o arcanjo domina a cidade do alto da Mole Adriana, a qual tomou o nome de Castelo Santo Anjo.
São Gabriel, "aquele que está diante de Deus", é o anunciador por excelência das divinas revelações: anuncia ao profeta Daniel o retorno do exílio do povo eleito; leva a Zacarias a notícia da iminente concepção do precursor do Messias. Depois, é-lhe confiada a missão mais alta que possa ser dada a uma criatura: o anúncio a Maria da Encarnação do Filho de Deus.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Irmãs Paulinas em Natal-RN

Ir. Fabíola com os Colaboradores da Paulinas Livraria de Natal-RN
Dos dias 20 a 25 de setembro de 2016, a Ir. Fabíola Medeiros esteve na Livraria de Natal-RN realizando uma Semana de Atividades Vocacionais entre os colaboradores da Livraria e os jovens daquela região. 
No dia 21/09 houve um dia de Retiro para os jovens da (PJMP) Pastoral da Juventude da cidade de São Gonçalo do Amarante, no Santuário dos Mártires do RN. O tema do encontro foi "Projeto de Vida".

Retiro para Jovens
Na quarta-feira, 22/09, o dia na Livraria Paulinas, foi marcado por um clima mariano com celebração da santa missa, oração do terço com os clientes, etc, pois a Livraria recebeu a imagem peregrina de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira da Arquidiocese de Natal.  
Oração do terço na Paulinas Livraria
 Nos demais dias da semana a Ir. Fabíola Medeiros realizou na livraria atividades como: Plantão Vocacional, Animação vocacional com os Colaboradores e Oficina de espiritualidade.
Leitura Orante
 Agradecemos a Deus a presença da Missão Paulina junto ao povo Potiguar. 

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Chamados à Felicidade

Segundo a Antropologia Cristã, para o Ser Humano ser feliz precisa desenvolver em sua vida as quatro relações fundamentais:
Primeira: Com Deus.
 Somos criaturas e filhos(a)s de Deus, criados a sua imagem e semelhança (Gn 2,26), seres terrestres, que por meio de Jesus Cristo vamos nos divinizando.
É imprescindível e de suma importância que nos relacionemos bem com nosso Deus (Pai e Criador). Essa relação com Deus acontece de várias formas: através da oração pessoal e comunitária, da leitura da Sagrada Escritura, das celebrações eucarísticas, de um simples pensamento voltado para Ele, do diálogo íntimo e amoroso, que brote de nosso coração.
Segundo: Relacionar-se com os outros. Ninguém vive sozinho,  fomos criados por Deus para nos relacionarmos, basta percebermos no texto da criação, quando o próprio Deus diz: "Não é bom que o homem viva só". Ele criou a mulher para ser companheira e auxiliar do homem. Assim também nós, precisamos uns dos outros para vivermos de forma saudável, a isso chamamos também de alteridade.
A terceira relação fundamental do ser humano é com a natureza, ou seja, todos os demais seres vivos que estão ao nosso redor: plantas, animais, meio ambiente, etc. A isso podemos chamar também de espaço. o espaço em que habitamos ou nosso habitat.
E por fim, a quarta relação  que também é determinante para nossa felicidade é a consigo mesmo. Em nosso caminho de pessoas humanas, independente de religião, estamos diariamente caminhando para o que chamamos de autoconhecimento. Precisamos nos conhecer, aceitar e acolher nossos limites e dons para sabermos conviver conosco mesmos e assim nos amar.
 A cada dia percebe-se um grande número de pessoas com problemas de baixa auto-estima, isso muitas vezes é resultado de uma não valorização de si mesma(o). Relacionar-se consigo mesmo consiste em dar tempo para mim, através do silêncio, reflexão, uma boa leitura, tudo aquilo que nos ajuda a ter contato com o nosso interior. Por isso percebe-se como indispensável esta relação conosco mesmos para que nos conhecendo possamos aprender a conviver  conosco, com os outros, com Deus e com o mundo.
Fabíola Medeiros, fsp

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

#Frases


segunda-feira, 5 de setembro de 2016

#Vocação


quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Leitura Orante da Bíblia




Antes de tudo, colocar-se à luz do Espírito de Deus e pedir sua ajuda.
Depois, seguir os quatro degraus da Leitura Orante da Bíblia:
Leitura, Meditação, Oração, Contemplação.

1º - Leitura
 O que o texto diz?
A leitura é o primeiro passo, ou degrau da Leitura Orante da Bíblia. Ler na Biblia, reler, tornar a ler, cada vez mais, conhecer bem o que está escrito, até assimilar o próprio texto; respeitar o texto tal como ele é, sem interpretações precipitadas, sem achar que já conhece esse texto. A Sagrada Escritura é como uma fonte de água. A cada instante brota uma água nova que não é a mesma água do segundo anterior. É como um copo de água que você bebe. Só se bebe aquele copo d’água uma vez na vida. Assim cremos que seja a Palavra de Deus é sempre nova e atual.
Ao ler o texto da Escritura, fazê-lo com o respeito de quem se encontra pela primeira vez. Estar atento para as palavras, as repetições, o jeito como está escrito, quem aparece no texto, em que lugar, o que fazem, o que falam...
Muitas vezes precisaremos lançar mão de algum subsídio que ajude a entender o texto e o seu contexto histórico/social; usar estudos, dicionários bíblicos, livros, a ciência, a teologia e outros meios. De acordo com Dt 30,14 -“A Palavra está muito perto de ti: na tua boca” - é chegar perto da Palavra de Deus; a Palavra está na boca. Aqui descobrimos o que o texto diz em si mesmo.

2º - Meditação
O que Deus está me falando?
A meditação é o segundo degrau. Depois de ouvir e ler a Sagrada Escritura, de assimilá-la criativa e ativamente, vamos usar a imaginação, palavras, a repetição mental ou oral de uma palavra, uma frase, um versículo. Repetir de memória, com a boca, o que foi lido e compreendido.
Vamos ruminar até que, da boca e da cabeça, passe para o coração. Já não é mais só o que o texto diz, mas o que esta palavra está dizendo hoje, o que me diz concretamente dentro da realidade em que estamos vivendo.
O que Deus falou no passado e o que está falando hoje, através deste texto?
É uma forma simples de meditação, um jeito de saborear o texto com cores e cheiros de hoje, da nossa realidade. “A Palavra está muito perto de ti: na tua boca e no teu coração”.
Questionamentos: O que o texto me diz? (Ruminar, trazer o texto para a própria vida e a realidade pessoal e social.)

3º - Oração
O que o texto me faz dizer a Deus?
A meditação nos faz subir o terceiro degrau. A leitura e meditação se transformam em um encontro mais direto, íntimo e pessoal com Deus.
Entramos em diálogo, em comunhão amorosa com Deus.
Respondemos a Deus, pedimos que nos ajude a praticar o que a sua Palavra nos pede. O texto bíblico e a realidade de hoje nos motivam a rezar. O terceiro passo é a oração pessoal que pode desabrochar em oração comunitária, expressão espontânea de nossas convicções e sentimentos mais profundos. “A Palavra está muito perto de ti: ... no teu coração”.
(Rezar – suplicar, louvar, dialogar com Deus, orar com um salmo...)

4º - Contemplação
Qual o meu novo olhar? A partir da Palavra.
É o transbordamento do coração em ação transformadora. “Para que ponhas em prática” (Dt 30,14). Contemplar não é algo intelectual, que se passa na cabeça, mas é um agir novo que envolve todo nosso ser. É contemplativa a pessoa que tem o “jeito novo” de ser, viver, ver e assumir a vida, conforme o projeto daquele que é o nosso único Mestre e que nos diz: “Vocês são todos irmãos” (Mt 23,8). A Leitura Orante se torna uma atitude continuada no dia-a-dia por uma ação transformadora – pessoal, comunitária, social, mundial.

Sugestões Paulinas para continuar aprofundando: