quinta-feira, 30 de agosto de 2012


IV Formação e Missão Vocacional em MG

O GRAV (Grupo de Reflexão e Animação Vocacional) da CRB – Regional de Belo Horizonte, promoveu nos dia 24, 25 e 26 de Agosto a IV Formação e Missão Vocacional, acolhida pela Paróquia São Sebastião e São Vicente de Paulo no Bairro Copacabana da capital mineira. O tema deste ano foi: “Família, berço de toda vocação”, sob o lema: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24,15). Nestes três dias estiveram presentes 23 religiosos e formandos de diversas Congregações hospedados por famílias da comunidade.

Da Esq. para dir: Ir. Roberta e demais participantes
Dia 24, Sexta-feira à noite, houve a Missa de Abertura, convocando toda a Paróquia a envolver-se ainda mais mediante a presença e a oração nas atividades que ali iriam ser realizadas.

Ir. Heládio membro da Congregação dos Irmãos de Nossa Senhora de Lourdes conduziu dois encontros durante o dia 25 (sábado), um pela manhã com os religiosos e outro à tarde com as famílias. Os paroquianos marcaram grande presença. Duas famílias durante a formação partilharam a experiência de ter seus filhos consagrados a Deus. Falaram sobre o processo de acolhimento da vocação dos filhos que se deu aos poucos, até por fim perceberem as mãos de Deus que tudo conduziu e o quanto seus filhos são felizes por atenderem ao chamado. Às 17h teve início a “Missa das Crianças” com a presença do Palhaço Pipoca que tocou sua flauta, conversou especialmente com os pequenos e divertiu muito a Assembléia. Às 20h teve início o “Furdunço da Juventude”. Momento de encontro e animação com os jovens da Paróquia, com oração, música, dança, apresentação de talentos e exposição vocacional.
 Por fim o domingo, dia de colocar-se dois a dois e ir ao encontro das famílias. Levar os ouvidos e o coração, a oração e a paz, mas principalmente a Palavra. No anseio de que cada vez mais as pessoas abram-se à “cultura vocacional”. Cada religioso ou formando foi acompanhado por um jovem envolvido com a Paróquia. Portas abriram-se para acolher os missionários com grande alegria e partilha. Outras por diversos motivos não... Sinal de ainda há terrenos para serem preparados à Palavra. Entretanto, os missionários perceberam que mesmo nestes momentos a graça de Deus também acontece. Porque mais do que levar foi uma oportunidade de receber e aprender com as experiências vividas durante aqueles dias de formação e missão.
A Missa de Encerramento foi marcada por uma liturgia viva, alegre! Presidia pelo Pároco, Pe. Joel. Os jovens, após o momento da comunhão, prestaram uma belíssima e emocionante homenagem aos religiosos com música e presenteando-os com lindos girassóis. Gesto repleto de significado: Assim como esta flor volta-se em direção ao sol, cada um de nós devemos nos voltar para o Cristo, Sol que dá sentido ao chamado.
A equipe do Gravo e os religiosos participantes retornaram às suas comunidades profundamente agradecidos a Paróquia São Sebastião e São Vicente de Paulo, que junto à pessoa do Pe. Joel vivem profundamente o seu projeto e lema: “Acolhedora e fraterna” em cada gesto e detalhe. Os laços ali estreitados entre os religiosos e as famílias estarão sempre atados em Deus!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Irmãs Paulinas no Fórum da Juventude de BH



No domingo ensolarado de 26/08/2012, no colégio Santa Maria, situado no bairro da Floresta em Belo Horizonte-MG, a Arquidiocese de BH realizou o 1º Fórum da PJ (Pastoral da Juventude), abrindo espaço para que o jovem tenha acesso a Jesus e tome consciência de que a formação é prioridade para colocar-se no caminho do seguimento.

O encontro teve início às 9h com a celebração eucaristica e ao longo do dia houve palestras, debates, músicas, interação, incluindo nesse cardápio uma deliciosa alimentação.
Paulinas marcou presença com o material vocacional incentivando o jovem não só a levar um folheto para sí, mas também para o grupo de jovem do qual participa. A PJ de Belo Horizonte toma consciência de que a Jornada Mundial da Juventude que acontecerá em 2013 já está acontecendo. Marília, uma das participantes do evento afirmou: "ser pejoteira não é fácil, mas é muito bom". É o jovem se comprometendo e se preparando para evangelizar outros jovens. Conta Ir. Ilanyr Felipe e Ir. Maria Alba.




Encontro com Catequistas em Jundiaí-SP

21ª Concentração Diocesana de Catequistas em Jundiaí

As Irmãs Paulinas participaram da 21ª Concentração Diocesana de Catequistas da diocese de Jundiaí, na cidade de Santana de Parnaíba. O evento aconteceu dia 26 de agosto (dia do Catequista). Estavam presentes cerca de 1.800 catequistas de toda a diocese.


 

 O encontro teve início às 8h com as laudes e depois uma reflexão sobre a missão de ser catequista com a Ir. Maria Vanderlane de Araújo, fsp com o tema “Que eu me conheça e que te conheça, Senhor!” Foi ressaltado sobre a experiência de Jesus na vida do catequista e concluiu-se com a missa às 12h, presidida pelo assessor diocesano da Pastoral Catequética, padre Leandro Megeto.

 

terça-feira, 28 de agosto de 2012


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

III Jornada Vocacional de Fortaleza-CE


III Jornada Vocacional de Fortaleza conta com a presença das Irmãs Paulinas e Padres Paulinos
Ir. Karina com jovens
A arquidiocese de Fortaleza promoveu no último domingo do mês das vocações, 26 de agosto, a III Jornada Vocacional. O evento, que aconteceu a partir das 12:00 horas no Colégio Santo Inácio, acolheu muitos jovens que vieram rezar,curtir os shows, dançar, partilhar a vida e conhecer os carismas das congregações e Institutos Religiosos. A programação preencheu toda a tarde com show da Comunidade Grão de Trigo, Comunidade Shallon, Comunidade Recado e Ir. Kelly Patrícia, com a adoração ao Santíssimo e a Celebração Eucarística.
Pe. Romilson distribuindo kits vocacionais
A amostra vocacional das congregações e movimentos religiosos foi a novidade deste ano. A Ir. Karina Carvalho e Ir. Inês Helena Franceschini da comunidade das Irmãs Paulinas de Fortaleza-CE, e o Pe. Romilson Ferreira de Lima, dos Padres e Irmãos Paulinos, que veio de São Paulo para participar do evento, ficaram no mesmo estande partilhando com os jovens o carisma Paulino, distribuindo folhetos vocacionais, promovendo sorteio de brindes e testemunhando a alegria de serem consagrados por Cristo para comunicar o Evangelho!   
Jovens no estand Paulinas
Durante toda a tarde estima-se que passaram pelo evento mais de 3.500 jovens. Jovens que certamente tem sede de Deus e desejo descobrirem sua vocação e correspondê-la com generosidade. Agradecemos a Jesus, Mestre Divino que continua a passar em nossas metrópoles e fazer o convite: “Vem e Segue-me”.
Jovens no Show
 
 

sábado, 25 de agosto de 2012

Vocação leiga



Neste Domingo, em que celebramos o Dia das Vocações leigas, a jovem Isabela Menezes, de Presidente Prudente-SP partilha conosco a importância da vocação leiga na Igreja. Confira: 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Vocação...



quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Mais um Vídeo Fórum em SP


“Javé, tu me sondas e me conheces.” (Sl139/138)

No último sábado (18/08) a Comunidade Rainha dos Apóstolos (Postulado), com muita alegria e animação, recebeu mais uma vez um grupo de Jovens da Capital Paulista para um Vídeo Fórum. Tendo presente o mês das vocações, pudemos refletir e rezar a vocação maior que Deus dá a cada ser humano, a Vocação à Vida. Para nos ajudar na reflexão assistimos ao filme “O Pequeno Milagre”. Dentre tantas coisas que refletimos com os Jovens tivemos como temas: o sentido da vida; o valor da amizade e o cuidado da vida.

Os Jovens com muita alegria, entusiasmo e liberdade, puderam participar da reflexão, tirando suas dúvidas, entre elas sobre a vida religiosa. Iniciamos à tarde com dinâmicas e bate papo e depois assistimos ao filme. Após o filme e reflexão sobre o mesmo, fizemos um momento de oração com a Palavra e adoração a Jesus Eucarístico, onde agradecemos a Deus por todo bem que nos dá, em especial, o dom da vida.

Louvemos e agradecemos a Deus por suscitar nos corações de muitos jovens o desejo de viver a sua vida de acordo com o que Deus espera e quer dela, por isso se dispõe a escutá-Lo.

Símbolos da JMJ chegam a Porto Velho-RO



Ir. Ana Paula e Ir. Mery
Entre os dias 16 a 18 de Agosto, a Arquidiocese de Porto Velho teve a alegria de acolher os símbolos da jornada da Juventude, a cruz e o ícone de Nossa Senhora. Foram momentos fortes de fé e alegria entre os jovens e todos que poderam participar, crianças, adultos, todos cantando para Porto Velho ouvir: “No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus”.
 Os símbolos vieram da diocese de Humaitá-AM, após sobrevoar os céus de Porto Velho, foram transportados pelo caminhão do exército para o Porto Gandeleira, de lá com grande festa foram recebidos por alguns jovens, padres, Dom Esmeraldo, religiosos(as) e membros da marinha e exército brasileiro, os mesmos vibravam com a Igreja ali presente.
Seguiram de barco, pelo Rio Madeira até a Praça de Ferro Madeira Mamoré, acompanhado pelo belo “pôr do sol do Madeira”, onde muitos aguardavam ansiosos por essa graça.

Após desembacarem, seguiram em procissão pelas principais avendidas do Centro de  Porto Velho até Catedral Sagrado Coração de Jesus, onde foi celebrada a missa de acolhida dos símbolos em nossa Arquidiocese, presidia por Dom Esmeraldo (Arcebispo de Porto Velho – RO).
 
Através de vigílias, orações, carreatas, visitas as paróquias, presídios, hospitais e centros de reabilitação a dependentes químicos, os jovens viveram fortes momentos de peregrinação contemplando as principais realidades de nossa Igreja e do nosso povo. Fé, a dor, alegria... Foram diversas as manifestações. O que Deus falou, realizou e mudou nesses corações? Ele mesmo sabe, nós cremos e confiamos na graça e no seu amor!
Grupo Chamas

Encerramos esse grande momento, com uma bonita celebração na tarde do dia 18, seguida do Show Bote Fé, que contou com a participação do Grupo Chamas, que iniciou a festa levantado a Juventude, convidando a amar a vida, a própria juventude e o seguimento alegre e decidido da pessoa de Jesus e de Maria, também alegraram a noite, Banda Vida Reluz e DJ Daniel (Eletrocristo).
“Por tudo damos graças”. Ao bom Deus, por cada momento celebrado, por cada experiência partilhada, pela juventude que é “rosto do mundo”, que seu dinamismo tenha uma base sólida, a fé em Jesus Cristo e o amor de Maria.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Ir. Ires celebra Jubileu de Ouro


Entre os dias 08 a 11 de agosto foi realizado em Gramado-RS um Tríduo Vocacional em preparação ao Jubileu de Ouro de Ir. Ires Masotti; em preparação à Celebração de Ação de Graças pelos 50 anos de consagração, doação e entrega de Irmã Ires Masotti.

Iniciamos a missão na tarde do dia 08 juntamente com alguns membros da equipe vocacional da Diocese de Novo Hamburgo – RS, no qual formamos uma equipe de nove pessoas com o apoio do Padre Luiz Pedro, pároco da Igreja Matriz São Pedro e mais três padres que também colaboram nessa paróquia (Pe. Paulo Schmidt; Pe. Leandro Froehlich; Mons. Américo Cemin). Visitamos algumas comunidades e três escolas, levando a todos um pouco de alegria, fé e esperança, com a finalidade principal de despertar no coração dos jovens, a importância do chamado à vida e a necessidade de fazer uma escolha vocacional.

No sábado, dia 11 às 18h30, após três dias de intenso trabalho e alegria, nos reunimos na Matriz para a Celebração. Ir. Ires reuniu naquela noite seus familiares e amigos para celebrar esse momento especial. A missa foi presidida pelo pároco, Pe. Luiz Pedro e concelebrada pelo Pe. Lucas (coordenador da equipe vocacional de Novo Hamburgo); Mons. Américo (da paróquia São Pedro, Gramado) e Pe.José Carlos (Paulino).

 Agradecemos a Deus pela vida e consagração de Ir. Ires e pedimos que o Senhor continue dando as graças que ela mais necessita para continuar sua missão de comunicadora da Boa Nova. Peçamos ao Apóstolo Paulo e Maria Rainha dos Apóstolos, para que as sementes do Evangelho lançadas nas terras de Gramado, brote, cresça e floresça para o bem das pessoas e da Igreja.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Livraria Paulinas chega em Joinville-SC

No dia 15 de agosto de 2012 foi inaugurada na cidade de Joiville-SC mais uma livraria Paulinas.
Oração de abertura

A  Paulinas Livraria sempre se mateve fiel a sua missão de anunciar o Evangelho com os meios de comunicação. Carregamos em nós a herança missionária recebida de nosso fundador, Pe. Alberione, de tornar os meios de comunicação, o rádio, a TV, o livro, a música, os centros de difusão... espaços de evangelização.
Colaboradores da Livraria de Joinville: Da esq. para dir. - Rosana, Júnior, Jéssica, Beatriz e Rafael

Com aproximadamente 100 anos de fundação, as Irmãs Paulinas estão presentes em 52 países; no Brasil são 30 livrarias a serviço da Igreja e da sociedade.
Agora, nasce em Joinville um novo centro de evangelização. Com a inauguração desta livraria, nós Paulinas queremos oferecer à Igreja de Joinville, ao povo catarinense mais um espaço de encontro, de cultura, de formação e evangelização. A livraria, como todas as demais, também dispõe de um espaço de silêncio e reflexão: uma capela que pode ser usada por todos que desejam dedicar alguns minutos do dia à oração.
Capela da livraria

A livraria, nos dizia Pe. Alberione, é um templo, um centro de difusão, pois todos os que aqui trabalham são evangelizadores.
D. Irineu Sherer(Bispo de Joinville)

Irmãs Paulinas que estavam na livraria no dia da inauguração

Visite-nos:
Rua Dr. João Collin, 119- Centro - 89.201-300
Joinville-SC
E-mail:livjoinville@paulinas.com.br


Família Paulina - 98 anos na Igreja


Em 20 de agosto de 1914, festa de São Bernardo, com a fundação da Pia Sociedade São Paulo (Paulinos) nascia a grande Família Paulina. Em 2014 estará celebrando cem anos.
Uma grande família - 10 vozes - para uma grande missão, ou no dizer de Pe. Tiago Alberione, " uma grande árvore " com dez ramos.

Alberione dedicou toda esta obra a São Paulo Apóstolo, tido como Pai, Inspirador, Fundador e Modelo da Família religiosa que passou a ser conhecida como Família Paulina.

Por ocasião do quadragésimo ano de fundação, o Bem-aventurado Tiago Alberione, fundador da Família Paulina, afirmou:
"Dia 20 de agosto de 1914, uma hora de adoração ao Santíssimo Sacramento e a bênção da minúscula tipografia, iniciava-se a Família Paulina.", com a fundação dos
* Padres e Irmãos Paulinos (www.paulinos.org.br).

A esta se seguiu a fundação de quatro Congregações femininas com finalidades próprias, diversas e independentes uma da outra:
* Irmãs Paulinas (1915) - www.paulinas.org.br;
* Irmãs Discípulas do Divino Mestre(1924).
E-mail: vocacional@piasdiscipulas.org.br;
* Irmãs Pastorinhas (1938) E-mail: irmaspastorinhas@terra.com.br;
* Irmãs Apostolinas. (1959).
E-mail: apostolinas@hotmail.com

Fundou também os Institutos (1960).
* Santa Família (para casais);
* São Gabriel Arcanjo (Gabrielinos, para homens);
* Jesus Sacerdote (para padres e bispos diocesanos);
* Nossa Senhora da Anunciação (Anunciatinas, para mulheres).
E-mail: institutosseculares@paulinos.org.br

Todos unidos entre si pelo mesmo ideal de santidade e de missão: viver e comunicar Jesus Cristo a todas as pessoas com as várias formas de comunicação social.

Alberione organizou, também, leigos e leigas para que estivessem estreitamente ligados à missão e à espiritualidade de suas fundações e, assim, nasce a
* União dos Cooperadores Paulinos (1917).
E-mail: cooperadores@paulinas.com.br

Breve biografia do bem-aventurado Alberione
Apóstolo da Comunicação

Pe. Tiago Alberione nasceu em São Lourenço de Fossano, na Itália, no dia 4 de abril de 1884.
Na passagem do século 19 para o 20, estando em oração, Alberione sentiu que deveria fazer alguma coisa por Deus e pelas pessoas do novo século. Foi um profeta que soube responder plenamente aos apelos de Deus. Sua resposta foi de extraordinária fecundidade para a Igreja e para o mundo. Alberione morreu no dia 26 de novembro de 1971 e foi declarado Bem-aventurado no dia 27 de abril de 2003 pelo Papa João Paulo II.

sábado, 18 de agosto de 2012

Dia da Vocação Religiosa

Neste Dia da Vocação à Vida Religiosa, trazemos você este vídeo, em que a Ir. Roseane Barbosa (da Congregação das Irmãs Paulinas) partilha um pouco de sua história vocacional. Confira:

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Peregrinação da Juventude


17ª Peregrinação da Juventude ao Santuário Nossa Senhora da Piedade (Caeté – MG)


Dia 15 de Agosto de 2012, feriado na capital mineira e festa de Nossa Senhora da Assunção, foi o dia de subir a Serra do Caeté (Caeté/MG).
Ir. Elizete Moura e Ir. Roberta Carla participaram da 17ª Peregrinação da Juventude ao Santuário Nossa Senhora da Piedade, promovida pelo Secretariado Arquidiocesano da Juventude (SAJ), com o tema: “Com Maria, ide em missão!”. A temperatura local estava baixíssima, sob forte neblina, mas os corações aquecidos pela fé e pela alegria de milhares de jovens.

A peregrinação deste ano teve como missão ser um dos preparativos à Semana Missionária. Estavam presentes aproximadamente 5.000 pessoas que também participaram da missa presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, Dom Joaquim Mol.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Formação do Setor Juventude em Porto Velho

A manhã do domingo do dia 05 de agosto foi especial para os jovens líderes e membros do Setor Juventude da Arquidiocese de Porto Velho – Ro, que se prepara para o Bote Fé em Porto Velho.
As irmãs Ana Paula Ramalho e Mery Sousa estiveram reunidas com aproximadamente 40 jovens para uma manhã de formação com o tema: “A missão de Jesus”, que foi assessorada pelo irmão marista Sadi Cella.
O Irmão desenvolveu o tema em 6 pontos, nos quais pode-se ressaltar dois aspectos, primeiro que a missão de Jesus faz parte do grande Plano de Deus Pai em comunhão com o Espírito Santo, Trindade que é presença e que atua desde o início do mundo; e o segundo trata-se de um convite que o Irmão Sadi fez a todos os jovens, logo no início de sua palestra, convidando-os a nesse momento “colocar fé na pessoa de Jesus Cristo”, e não em coisas passageiras.
A formação faz parte da programação em preparação ao Bote Fé com a chegada dos Símbolos da JMJ em Porto Velho – Ro, que acontecerá no dia 16 de agosto e da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Rio 2013.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

terça-feira, 14 de agosto de 2012

O chamado ao casamento


"Pensa-se às vezes que o termo VOCAÇÃO se aplica exclusivamente ao chamado religioso ou sacerdotal.
O casamento é uma autêntica vocação, ele deve conduzir o casal a viver no amor e a realizar nesta opção de vida a vocação universal ao amor, que é própria do ser humano."

(Texto extraído do livro "Como discernir sua vocação". Editora Paulinas)

Centenário da Família Paulina em RO


Celebração do segundo ano ao Tríduo em preparação ao Centenário da Família Paulina

As Irmãs Paulinas presentes em Porto Velho – Ro celebraram neste domingo, 05 de agosto, na Paróquia São João Bosco a missa do segundo ano em preparação ao Centenário de Fundação da Família Paulina no mundo.

A missa foi presidida pelo pároco Pe. Miguel Fernandes Ramos de Moura e contou com a presença dos Cooperadores Paulinos para o Evangelho, da vocacionada Carla Regina e dos paroquianos.

“Agradecemos a Deus e a Igreja de Porto Velho que acolhe e apoia a missão paulina há mais de 25 anos; lugar onde, hoje, cada irmã paulina que aqui reside é chamada a viver e comunicar Jesus Mestre Caminho, Verdade e Vida de maneira autêntica e inculturada às realidades sociais e pastorais aqui presentes.”

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Leitura Orante em Fortaleza-CE

Neste domingo, 05 de agosto de 2012, as irmãs Eliete Bezerra e Karina de Carvalho, foram as facilitadoras do tema: Leitura Orante da Bíblia, com os 26 integrantes do grupo do CEBI (Centro de Estudos Bíblicos) de Fortaleza-CE.

No encontro, que aconteceu das 8:00 às 16:30  horas, as irmãs apresentaram, no primeiro momento, o método da Leitura Orante da Bíblia e um pouco da sua história na Igreja. Durante a tarde os participantes, estudaram em grupos o folheto: “Leitura Orante da Bíblia” do frei Carlos Mesters, que explica toda a mística que deve animar a leitura orante. E, para finalizar o encontro, quatro participantes foram convidados a conduzir a Leitura Orante do Evangelho do dia, Jo 6, 24-35, com o grupo todo, cada um conduziu um dos passos: Leitura, Meditação, Oração e Contemplação.

“Um encontro com pessoas de fé que buscam compreender mais e melhor a Bíblia, a Igreja e a fé”. Assim definiram as irmãs Eliete e Karina sobre esse dia. Agradecemos ao Senhor por que sua Palavra permanece viva e eficaz na vida daqueles que a buscam de coração sincero.

Que a Palavra de Deus  tome conta de mim, mude o meu coração, seja pra mim um caminho de luz. Que a Palavra de Deus, seja o meu ideal, toque a minha razão, faça de mim um irmão de Jesus.” (Pe. Zezinho, scj)

sábado, 11 de agosto de 2012

A espiritualidade do catequista

Ao retornarem as atividades pastorais do segundo semestre, o grupo de catequistas, da Eucaristia e da Crisma, da paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Caucaia-CE dedicaram o final de semana para sua formação pastoral e espiritual. Foram dois dias intensos: 04 e 05 de agosto.

As irmãs Paulinas Eliete Bezerra e Karina de Carvalho, que residem na comunidade de Fortaleza, participaram na tarde do sábado ajudando a desenvolver o tema: A espiritualidade do catequista. A partir do tema do livro: Discípulos e catequistas - , refletiram, com os 30 catequistas presentes, a importância de cada um cultivar sua vocação e espiritualidade, pois só conduzirão as crianças e jovens a Cristo, se antes, eles mesmos viverem essa experiência, serem verdadeiros e autênticos discípulos de Jesus.

O encontro foi também uma oportunidade para falar do carisma e da missão Paulina e incentivar os catequistas a serem promotores das vocações entre seus catequizandos. Agradecemos ao Senhor da messe por esses catequistas comprometidos com a Igreja e com o Reino de Deus.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Entrevista com Pe. Valdir, ssp

Estamos no mês agosto, em que celebramos as vocações. Nesta primeira semana dedicamos nossa oração aos Ministérios Ordenados. Por isso, é com muita alegria, que nossa equipe do Blog fez uma entrevista com o Pe. Valdir de Castro, da Congregação dos Padres e Irmãos Paulinos. Ele partilha conosco um pouco de sua história vocacional. Confira:
1.     Quando surgiu seu desejo de ser padre?

Penso que é difícil dizer exatamente quando surgiu. Lembro-me de que, desde criança, já afirmava que queria ser padre. Meus pais eram muito engajados na comunidade paroquial e nesse ambiente eu nasci e cresci, admirando a missão do sacerdote. Ainda criança, pertenci ao grupo dos coroinhas e, desde pequeno, já gostava de participar da comunidade e dos serviços especialmente ligados à liturgia.


 2. Por que escolheu ingressar na Congregação dos Padres e Irmãos Paulinos?
Decidi ingressar na Congregação dos Padres e Irmãos Paulinos porque me identifiquei com o carisma e a missão específica com a comunicação social. Especialmente entre os 15 e 17 anos, busquei aprofundar a minha vocação e conhecer algumas congregações e o clero diocesano. Porém, foi o estilo de vida sacerdotal “paulino” que me atraiu. Descobri que era uma maneira diferente de evangelizar, muito adaptada aos tempos modernos.
 3.     Como foi o seu ingresso no seminário?
O ingresso foi rápido. No final do ano 1978, participei, na minha cidade natal, da ordenação sacerdotal de um padre paulino, que foi antecedida por uma semana vocacional. Na semana seguinte à ordenação, procurei este jovem sacerdote, que ainda estava na cidade, e perguntei sobre a Congregação dos Paulinos. Ele não só me passou informações, mas também me convidou para conhecer o seminário e a gráfica localizados na Rodovia Raposo Tavares, em São Paulo. Alguns dias depois fomos a São Paulo. Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi a gráfica onde se imprimia a Bíblia e muitos outros livros com o objetivo de evangelizar e ajudar as pessoas. Quando entrei nesse ambiente, senti que era para essa missão que Deus me chamava. Aos poucos, fui descobrindo que a missão dos paulinos não consistia somente em usar a imprensa, mas todos os meios de comunicação social a serviço da evangelização.

4.     Partilhe conosco uma experiência significativa de sua caminhada vocacional.
Não consigo imaginar “uma” única experiência significativa. Na verdade, no decorrer de minha caminhada vocacional, foram muitas as experiências que me marcaram: o testemunho dos primeiros padres e irmãos paulinos que conheci, a beleza e o dinamismo da missão paulina, a primeira profissão religiosa e também a perpétua, a ordenação sacerdotal, além de momentos fortes de oração, de estudo e de apostolado. Não posso esquecer, é claro, do testemunho cristão de meus pais, dos catequistas de minha comunidade de origem e muitas outras pessoas que passaram pelo meu caminho nesses anos todos. Fui descobrindo que, não obstante as nossas fraquezas e limitações, Deus nos chama, e que a vocação não é mérito nosso, mas é fruto de sua graça.
 5.     Este ano você celebra 25 anos de sacerdócio (Jubileu de Prata), que texto bíblico o acompanha durante esses anos?
Gosto de ler e meditar os evangelhos e as cartas paulinas. Porém, uma passagem que me chama muito a atenção é aquela de Fl 2,5 onde o apóstolo Paulo diz: “tenham em vocês os mesmos sentimentos que havia em Jesus Cristo”. Penso que o grande desafio de todo cristão leigo, religioso ou sacerdote é assumir concretamente na sua vida os sentimentos de Jesus: amor, compaixão, alegria e tantos outros que ajudam a tornar a vida mais humana. De modo especial, como paulino, sinto-me chamado a viver esses sentimentos e expressá-los especialmente no apostolado com os meios de comunicação social.
 
6.     O que significa ser paulino nos dias de hoje?
Pe. Tiago Alberione, o fundador da Família Paulina, já afirmava, há muitas décadas, que o Paulino é chamado a ser “são Paulo vivo, hoje” e que se são Paulo fosse vivo, seria jornalista e usaria os meios de comunicação social para evangelizar. Para mim, ser paulino, nos dias atuais, significa seguir Jesus de perto, assumir na própria vida a sua mensagem, como fez o apóstolo Paulo, e anunciá-la com todos os meios de comunicação que a ciência moderna inventar, ou seja, com os meios impressos, eletrônicos e digitais. Não podemos nos esquecer, é claro, que a comunicação, antes de tudo, deve se dar primeiramente por meio do testemunho pessoal para, consequentemente, ser irradiado pelos meios técnicos, e chegar a um maior número possível de pessoas.

 7.     Deixa uma mensagem aos jovens que também desejam seguir Jesus mais de perto, seja no sacerdócio ou na Vida Religiosa.
Jesus anunciou a Boa Notícia de Deus não somente com discursos, mas, sobretudo, com os seus gestos de amor em favor da vida para todos. Portanto, se apresenta ao mundo como um estilo de vida a ser seguido. O sacerdócio e a vida religiosa são modos de seguimento de Jesus, cuja opção de vida compreende assumir o evangelho e testemunhá-lo junto ao povo nas diversas realidades, de modo radical. Vale a pena dar a vida por esse ideal! Vale a pena deixar neste mundo marcas nascidas dos valores do Evangelho.