segunda-feira, 29 de março de 2010

Jovens que deixaram tudo para seguir Jesus

Conheça as aspirantes paulinas de Canoas-RS, que deixaram pai, mãe, projetos, etc e se lançaram, deram o primero passo na vida religiosa paulina, seguindo o
chamado do Mestre: "Vem e segue-me" .
“A vocação é gratuita, e quem a possui tem a graça para corresponder (Ir. Tecla Merlo).”

Olá, me chamo Sueli de Oliveira, tenho 21 anos, natural de Rolândia-PR. Iniciei minha caminhada como aspirante em março/2009. É com muita alegria que faço este caminho vocacional.”Esquecendo do que fica para trás, lanço-me para frente em direção a meta, em vista do prêmio do alto.” (Fl. 3,13)





“Tudo Posso Naquele que me Fortalece.” (Fl 4,13)

Eu sou Amanda de Almeida Sousa, tenho 19 anos, venho de Barueri-SP. Sou grata a Jesus desde o momento em que fui escolhida a anunciar seu evangelho. Agora de maneira diferente sou feliz ao responder sim ao chamado à vida religiosa que se renova a cada dia. Com o desejo de superar as dificuldades no caminho, confiante que o senhor me dará a graça e a força para superá-las. Pois quero realizar sua vontade.






“Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim (Gl. 2,20).”


Sou Ana Paula Tonin, natural de Mauá-SP, mas estava morando a dez anos em Astorga-PR. Nasci em berço católico onde aprendi os valores cristãos que dão base à minha vocação. Senti o chamado de Jesus a servi-lo entregando toda minha vida a Ele. Deixei muitas coisas para trás para lançar- me em águas mais profundas e estou feliz com a minha escolha.




“Deus é meu refúgio e minha força, um socorro sempre alerta nos perigos.”(Sl 46,2-3)

Olá, meu nome é Ana Paula Zdelski, tenho 16 anos sou da Cidade de Prudentópolis-PR. Estou muito feliz por estar aqui na Congregação das Irmãs Paulinas.Quero descobrir a verdadeira vontade de Deus para mim, e seja qual for vou procurar realizá-la da melhor forma possível.


“Anunciando a salvação até os confins do mundo.” (Is. 49,6)

Olá, me chamo Franciele Aparecida Rodrigues, tenho 18 anos, sou da Cidade de Sarandi-PR.Estou muito feliz por estar na Família Paulina, meu desejo é anunciar Jesus Ressuscitado a todas as pessoas, pois quero que todos o conheçam.




“Não temais eu estou convosco, daqui quero iluminar.”

É na certeza do chamado de Jesus que foi além dos meus ouvidos e chegou ao meu coração que realizo meu segundo ano de Aspirantado. Anunciando e levando a boa nova de Jesus a todos com o carisma paulino, sempre confiante e nunca esquecendo o que o Mestre diz:
Márcia Cristina, 19 anos, Lages - SC.




Domingo de Ramos em Belém

Motivadas para uma preparação intensa da semana santa, Irmãs e Aspirantes da comunidade de Belém-PA dão continuidade à caminhada pascal junto à paróquia de São Miguel Arcanjo.
Como parte da programação comunitária e paroquial, aconteceu na manhã do Domingo de Ramos a procissão que teve início na comunidade das Irmãs Paulinas com a participação de toda a paróquia.

Foi um momento de muita fé e alegria para todos.
Veja abaixo:



quarta-feira, 24 de março de 2010

Um dia o Senhor me chamou


Dom Jaime Pedro Kohl é religioso, da Congregação dos Pobres Servos, nasceu no dia 12/12/1954 em Linha Carolina, RS. Foi ordenado padre no dia 02/09/1984 e sua ordenação episcopal, 04/02/2007 em Poço das Antas-RS. O seu lema episcopal é "Fiat Voluntas Tua" - Seja feita a tua vontade. Dom Jaime atualmente é bispo da Diocese de Osório, no RS e nos fala sobre a sua vocação e missão.



1. Como surgiu a sua vocação?
Sou o primeiro filho homem de um grupo de sete irmãos que fomos chegando num intervalo máximo de dois anos, menos a Claudia, a nenê, que veio a dez anos da Ermida. Sendo o primeiro filho homem crescido na roça, logo me obriguei a assumir responsabilidades não indiferentes, como ir ao moinho, ao armazém, encarar trabalhos mais complicados quando o pai saia, como lidar com os bois e outras tantas tarefas. Filho de família simples e pobre, mas que goza de estima da comunidade, aos 7 anos comecei o serviço de coroinha, inclusive acompanhando o padre nas comunidades vizinhas, não sei por que. Talvez, porque levava jeito. É difícil dizer o momento preciso no qual o Senhor me chamou. Mas algo está impresso em mim como se fosse hoje. Devia ter lá meus doze para treze anos. Num dia muito frio, pela meia tarde, estava com minha mãe cortando pasto para o gado. Ela saiu com essa pergunta: filho o que tu pensas ser na vida? Que tal ir para o seminário? Se você gosta fica e vai estudando, caso contrário tu volta para casa. Eu não dei resposta, mas naquele dia dentro de mim admiti a possibilidade de seguir o caminho do sacerdócio. 2. Como conheceu a congregação dos Pobres Servos?Com essa pulga atrás da orelha comecei a prestar atenção nas possibilidades que iam aparecendo. Passaram pela comunidade vários animadores vocacionais, mas o que mais me cativou foi um padre Pobre Servo, Pe. Antônio, e ajudou o fato de um meu vizinho muito piedoso estar no seminário a mais tempo. Embora fosse seminarista exemplar acabou saindo e eu fiquei.

3. Conte uma experiência significativa no seu discernimento vocacional?

Para mim o discernimento vocacional acontece no dia a dia do processo formativo. Foram muitos os momentos fortes de alegria e consolo espiritual nos sete anos de seminário menor. O clima era bom. Estudávamos e rezávamos bastante. Tínhamos bons momentos de lazer, especialmente jogo de futebol. Tinha-se formado em mim a idéia da consagração religiosa, sentia que isso era para mim. Mas chegando no fim do Ensino Médio precisava decidir: seguir em frente nos Pobres Servos da Divina Providência, ir para outra congregação ou diocese, ou então voltar para casa e seguir como leigo. Veio o retiro anual que foi muito bom e providencial. Me ajudou a discernir e decidir com serenidade e me deu muita consolação. Não que não tenham aparecido mais duvidas, porém a partir dali todo meu esforço foi buscar ser fiel ao Sim dado.

4. Para o senhor, o que significa ser pastor da diocese de Osório?

Eu me sinto sempre um Pobre Servo ou seja alguém que está aqui para servir o povo de Deus que me foi confiado. Embora a responsabilidade que implica esse ministério, confesso que não me sinto nem mais e nem maior que ninguém. Gosto dos nossos padres. Gosto de encontrar o povo nos vários momentos celebrativos das comunidades e conferir o sacramento da confirmação aos nossos jovens. Diria que significa ajudar os irmãos e irmãs da diocese a viverem sua vocação e missão. É um trabalhar e construir juntos - sacerdotes, religiosos e leigos - a nossa Igreja particular.

5. O que você diria para os jovens de hoje?

Que sejam sinceros na busca do sentido da sua vida. Que não se deixem enganar pela mentalidade consumista e hedonista do mundo. Que não vendam a sua dignidade por nada, que zelem pela verdadeira liberdade. Que não entrem no caminho alienante da droga, do álcool, do fumo, do sexo sem responsabilidade, do dinheiro fácil, etc.
Lembrem que um só é o caminho da vida e da felicidade: o amor gratuito e responsável, da vida gasta no serviço a Deus e aos irmãos com o único objetivo de fazer o bem. Se alguém sentir a voz de Deus convidando para entrega total e para sempre numa das formas de vida consagrada, não tenham medo, é bonito, vale a pena.

Fotos de Dom Jaime, por ocasião de sua visita à Moçambique, julho de 2007.







terça-feira, 23 de março de 2010

PRIMEIRO SIM

Veja abaixo 7 jovens que são aspirantes das Irmãs Paulinas. Elas moram no aspirantado de Recife-PE e partilham conosco o que significa esse primeiro passo na vida religiosa paulina.

“Cada casa tem o seu construtor;
mas é Deus quem constrói tudo.”
(Hb 3,4)

Meu nome é Rosana. Sou natural de Andradas/MG. Assim como Maria, quero entregar a minha vida para a construção do Reino de Deus. Confiando sempre na fidelidade daquele que me chama a aproximar-se de si. Do meu coração brota um sentimento de liberdade e de certeza; características estas que me ajudam a dizer como Maria: “Eis aqui à serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra.” (Lc 1, 38).
Rosana de Fátima Lopes, 22 anos








“Não dar mais pra voltar, o barco está em alto mar...”

Eu, Maria Rosângela, sou de Belo Horizonte/MG. Estou aqui, porque Deus é amor, porque Deus me chamou. Ele sempre modelou meu coração, minha vida, e me deu um sorriso para animar os corações feridos, contritos e abatidos. Nasci para alegrar o mundo, mesmo com tristezas e desilusões. Para levar o incentivo de “ir para frente”, como um barco que está em alto mar. Mesmo com a água da tempestade invadindo meu barco conto com Aquele que me chamou pelo nome: o Deus Criador, amado e adorado.
Maria Rosângela de Lima, 25 anos.




Persigo o alvo rumo ao prêmio celeste”
(Fl 3,14)

Me chamo Maria Luciana, sou natural de Iguatú/CE. Jesus diz: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho” (Mc 16,15). Quanto a esta ordem, me interrogava: como irei Senhor, pelo mundo anunciar teu Evangelho? Mas Jesus, com todo seu amor, foi abrindo caminhos, revelando-me através das pessoas. Surgiram os medos, as incertezas... Mas quando é Deus que nos chama, temos a coragem e fortaleza para seguir a sua voz. Por isso, deixei tudo que tinha, peguei minha cruz e aqui estou para fazer a vontade do Senhor Jesus Cristo.
Maria Luciana Lima Souza, 24 anos







“Se Deus é por nós, quem será contra nós?”
(Rm 8,31)

Sou Luisa, nasci no Paraná e atualmente morava em Mato Grosso. Deus sempre fez e fará parte de tudo o que faço, mas senti que estava na hora de fazer algo a mais... A caminhada é longa, às vezes difícil, mas se faz necessária... não sei o que Deus me reserva, mas aqui estou eu, confio Nele e sei que, juntamente com Maria, me guiará e ajudará e também, estará junto de minha família e amigos.

Luisa Andréia Zarpellon, 27 anos.









“Ouvi, então, a voz do Senhor que dizia: ‘Quem enviarei? Quem irá por nós?’ Eu respondi: ‘Aqui estou. Envia-me!’ E Ele disse: ‘Vai...’.”
(Is 6,8-9)

Eis-me aqui, a dar mais um passo em minha caminhada de discernimento vocacional, em busca de águas mais profundas. Me chamo Ismara, sou natural de Iconha/ES. Chego à Família Paulina à procura de maior aprofundamento nas coisas de Deus; aqui procuro fazer a experiência da autenticidade do desejo de seguir Jesus, amado Mestre, Amigo, Irmão e Senhor. Pois em meus ouvidos ressoam as palavras Daquele que é Caminho, Verdade e Vida: “Vem e segue-me”.

Ismara Cristina Libardi Rocha, 20 anos.







O apóstolo Paulo deixou tudo para seguir Jesus Cristo e comunicar a Palavra de Deus às pessoas de todos os tempos e lugares.

Chamo-me Gabrielle, sou natural de São José do Egito/PE, Paróquia de Santa Terezinha. Fui chamada para viver a paz na doação gratuita. O Pe. Jorge da Paróquia de São Judas Tadeu (São José Do Egito), me questionou se eu tinha o desejo de seguir uma vida religiosa, e eu disse sim e a partir de então Ir. Alice me acompanhou. E hoje estou aqui vivendo esta experiência.
Gabrielle Feitosa Bezerra, 18 anos







"Tudo posso naquele que me fortalece”
(Fl 4,13)

Sou Carme Carla, natural de Serra Talhada e moro na zona rural no sítio Oiticica, município de Triunfo/ PE. Conheci as Irmãs Paulinas através do meu primo Marcos, seminarista. E hoje aqui estou para viver esse período de experiência. Estou muito feliz por este momento tão importante em minha vida. Estou de coração aberto e entregue nas mãos de Deus para acolher a Sua vontade.

Carme Carla Leal de Araújo, 24 anos

segunda-feira, 22 de março de 2010

"Não deixarei de seguir a Jesus Mestre"





ÚLTIMO CAPÍTULO



"Neste dia conheci a Ir. Líria Grade, Filha de São Paulo. Nunca rí tanto, totalmente avessa à concepção hollywoodiana de freira -rs- ela demonstrou tamanha alegria em servir a Cristo que me senti totalmente em casa/família. Não precisava me justificar de qualquer coisa ali. Eu era simplesmente eu.

Trocamos e-mails, conversamos por msn, e conheci a Ir. Neusa Fernandes, fsp. Ela me convidou para presenciar a renovação de votos da Ir. Janete Leal e acabei participando da convivência na casa da Paulinas. Eu estava numa constante reflexão, foi um tempo maravilhoso de crescimento e vida, de conhecimento e fraternidade, de vivenciar o amor de Cristo e analisar a sociedade na qual estou inserida, bem como à minha vida e meus objetivos a longo prazo.

E hoje, bem... não deixarei de seguir a Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida. Que me separou e vocacionou, como a cada homem também o fez. Pois o chamado é para todos. "Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a todas as nações".


Se apaixone por este Deus, viva o Amor Dele e apenas siga suas pegadas, você não irá se arrepender.

Naquele que pra sempre nos amou."

Amanda Perbeline dos Santos

sábado, 20 de março de 2010

Uma nova opinião

TERCEIRO CAPÍTULO

"De forma que eu me deparei com uma jovem religiosa animada, amorosa, realmente feliz e pensei "mas ela é igual aos crentes!!", e percebi que "freiras não são “supersantas” ou “superchatas” ou super qualquer “coisa", mas, são iguais a qualquer mulher/moça no mundo. Percebi que os católicos tinham mais a me ensinar do que o que eu jamais sonhei aprender.

E ainda percebi mais, notei que a minha premissa de vida com Deus, meus focos e estilo de vida, eram muito análogos aos que estes novos irmãos me revelaram. Percebi que a mesma paixão que eu nutria pelo Evangelho e pela Pessoa de Jesus Cristo, era muito parecida com o que as Irmãs mostraram viver.

Simplicidade, Amor, Santidade, Oração, Comunhão, Fé e Graça. Palavras que realmente demonstram o que a vida cristã pode revelar de modo profundo e inigualável.

Tive experiências com Deus que geraram sede no meu coração, sede de conhecimento.
Comecei a assistir à alguns fillmes relatando a vida dos santos e ler o Catecismo da Igreja Católica. Um dos filmes que assisti algumas vezes foi "Chiara e Francesco" (Sta Clara e S Francisco/versao 2007), a conversão deles e o amor por Jesus me marcou e me fez querer conhecer, compreender e hoje amar.
Neste período, uma jovem missionária leiga estava em Maringá passando férias, que me convidou para uma ordenação diaconal de 4 jovens.
Fiquei ansiosa e cheia de expectativa, fui à ordenaçao com a minha avó paterna e uma amiga (evangélica). Me segurei o tempo todo, pois tudo me fazia querer chorar. Neste dia, a Irmã Rosângela (das Damas) me convidou para presenciar na cidade de Bom Sucesso/PR aos votos perpétuos e temporários que se realizariam na cidade."
........................................................................................................................................................................


Amanda continuará contando a sua experiência ao conhecer Ir. Líria Grade, uma Irmã Paulina. Não deixe de continuar acompanhando essa linda HISTÓRIA EM QUADRINHOS, história de amor e paixão por Jesus Cristo, passando pelas mediações humanas!

sexta-feira, 19 de março de 2010

A história continua...




CAPÍTULO SEGUNDO



"Meu orientador da monografia me pediu que eu conversasse com religiosas, freis, padres e teólogos católicos e evangélicos e se possível até mesmo muçulmanos e não só isso, mas também lesse Agostinho para compreender alguns aspectos de hospitalidade. Neste período eu não sabia absolutamente nada de fé católica, apenas aquilo em que é igual à fé evangélica. O plano de Salvação de Cristo Jesus.

Sempre fui preconceituosa em relação a católicos, principalmente religiosos. Eles eram assustadores aos meus olhos. “O homem tem medo daquilo que não conhece”.

Quando comecei efetivamente a pesquisa, a primeira pessoa com quem conversei foi com a religiosa Dama da Instrução Cristã, Ir. Lucília Furtado, nosso encontro foi algo preparado por Jesus, e tinha objetivo certo: me revelar que pré-conceitos são os que realmente expressamos:
1. Ideia ou conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério ou imparcial.
2. Opinião desfavorável que não é baseada em dados objetivos. = intolerância
3. Estado de abusão, de cegueira moral.
4. Superstição. :[Dicionário Priberam dos países de Lingua Portuguesa online] (pre- + conceito) s.m.


Amanhã tem mais... Amanda irá partilhar a sua impressão ao conhecer uma freira.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Poderia ser uma história em quadrinhos...


PRIMEIRO CAPÍTULO


"As pessoas costumam dizer que as suas histórias de vida dão livros e romances, a minha talvez dê uma história em quadrinhos.
E seria no mínimo interessante poder escrevê-la, mas ainda não é tempo, pois ela não teve um fim.

E pensar que tudo teve início num sonho amoroso por “almas”.
Sou graduanda em Direito, estou iniciando o quarto ano. No final de 2009 selecionei o tema da minha monografia que tem enfoque na questão missionários que são perseguidos em razão de sua fé, e que vivem fora de seu país de nascimento.

É válido lembrar que até este momento eu professava fé cristã evangélica, estava há 9 anos e feliz em minha igreja. Nunca duvidei de que eles estivessem errados ou enganados de alguma forma, não estava desiludida ou me sentia oprimida, estava bem, feliz, e caminhava ao rumo certo o seminário (é assim que chamam as escolas teológicas preparatórias na igreja evangélica)."


Amanda Perbeline dos Santos


Não perca amanhã, o segundo capítulo da história da Amanda... Vale a pena!

terça-feira, 16 de março de 2010

Vida espiritual

sexta-feira, 12 de março de 2010

Vocação...

Pe. Tiago Alberione

quinta-feira, 11 de março de 2010

Pela vocação



Fonte da imagem: Google

Pai celeste, creio na tua sabedoria e no teu amor.
Creio que me criaste para ti, me indicaste o caminho para te encontrar, e és a felicidade prometida a quem te serve fielmente.
Ilumina-me e mostra-me esse caminho. Dá-me coragem para segui-lo generosamente. Isto peço por Jesus Cristo, teu Filho, e por Maria, minha rainha e minha mãe. quando chegar o tempo de minha partida eu possa repetir com São Paulo:
"Combati o bom terminei minha carreira, guardei a fé.Desde já me está reservada a coroa da justiça, que me dará o senhor, justo juiz, naquele dia".

quarta-feira, 10 de março de 2010

Vocação

Clique no link abaixo e escute a canção "Vocação" do Pe. Zezinho, scj e escute Deus chamando você!

Comece o dia agradecendo ao Senhor!

segunda-feira, 8 de março de 2010

AQUILO QUE ÉS



Não é a maquiagem
Que define teus traços.
Nem tão pouco a profissão
Que expressa teu dom.
És mulher!

Abres os olhos e comunicas tudo.
Abres as mãos e derramas
Um pouco de amor sobre tudo o que tocas.
És mulher!

Teus lábios, palavras de esperança.
Teus olhos, o bem em tudo.
Teus ouvidos, acolhida.
Teu ombro, sempre consolo.
Teu ser gera vida!
És mulher!

E grávida, sempre estás!
De sonhos,
De projetos,
De novas vidas!
És mulher!

E não importa onde moras,
As dores que carregas,
As injustiças que sofres,
Tens um jeito de enfrentar tudo,
Um jeito teu,
De mulher!



Feliz dia da Mulher!


Ir. Rosa Ramalho, fsp

domingo, 7 de março de 2010

Comunicadoras da Palavra!

Conheça melhor as Irmãs Paulinas no vídeo abaixo:

sexta-feira, 5 de março de 2010

Mesa redonda sobre CFE

Aconteceu no dia 27 de fevereiro, na Cidade Regina, uma Mesa Redonda sobre a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010, que tem como tema: Economia e vida e o lema: Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro.

Foi um gostoso bate-papo que ajudou a entender melhor o que a economia tem a ver com nossas vidas. As assessoras irmã Patrícia Silva, fsp, Sandra Ferreira, teóloga e socióloga, Conceição Francischinelli, gerente de uma empresa da Economia de Comunhão e a irmã Sidiana Hoss, fsp e o público presente trocaram ideias sobre a Campanha e a atuação que se espera de cada pessoa comprometida com o bem comum.


Sandra Ferreira

Irmã Sidiana


Ir. Patrícia




Conceição Francischinelli



quinta-feira, 4 de março de 2010

O vídeo abaixo é uma música sobre a vida de Ir. Tecla Merlo.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Pré-postulantes das Irmãs Paulinas

Elas expressam o que sentem nessa continuidade do caminho e partilham o setor de apostolado onde cada uma foi enviada em missão.

Eis-me aqui no terceiro ano de congregação, agora em uma nova cidade, etapa, comunidade e missão, na certeza de que é Deus que continua a chamar.
Com alegria respondo a esse chamado na missão que hoje me é confiada: O apostolado da ACOLHIDA E DO BEM-ESTAR na Comunidade do Postulado. Que Mestra Tecla interceda para que, como ela mesmo dizia, tudo seja feito para a glória de Deus. Gizele Barbosa, 20 anos - Manaus/AM


Iniciei essa nova etapa, com o desejo maior de viver intensamente minha vocação e acolher cada dia com humildade o dom de Deus na minha vida. A Multimídia é o meu novo setor de apostolado e espero me doar por inteira nessa tão nobre missão. E como dizia Ir.Tecla: “O importante é caminhar sempre, com decisão e coragem”.
Josiane Moreira, 22 anos - Serra Dourada/BA




O apelo de Cristo, que convida nossa juventude à profecia, ecoa em meu coração. Em resposta a esse chamado do Amor dou uma resposta de amor: Eis-me aqui. Vim para servir! Assim, sou convidada a contribuir no Departamento - Direção Geral do Apostolado - e a doar minha vida a cada dia onde, como e a todos quanto Deus pedir-me.
Fernanda Nicolini de Almeida, 23 anos - Barros Cassal/RS




A vida é um grande dom e com ela Deus me chamou a participar de sua missão. Com a alegria de aprofundar-me na vocação que o Mestre me concedeu lanço-me para frente, colocando minha vida a serviço do Evangelho. Neste impulso do Espírito, sou enviada a aprender e colaborar no departamento - Marketing.
Regina G. Garreto, 21 anos - Anapurus/MA




“ Na medida em que caminhamos as luzes vão se ascendendo” e a missão Paulina se tornou uma grande luz que me indica o caminho que Jesus me convidou a seguir. É com o desejo de viver e comunicar o Evangelho que irei realizar o apostolado na LIVRARIA- Domingos de Morais- SP
Suzane Apolinária, 19 anos - Barreiras/BA

terça-feira, 2 de março de 2010

Jovens dão seu primeiro SIM!

Essas jovens sentiram o chamado de Deus para seguir Jesus Mestre mais de perto, com uma vida de doação sem reservas e deram o seu primeiro passo na vida paulina! Por enquanto são duas, falta chegar uma para o completar o trio.

Veja o que elas tem a nos dizer:



Sou Layse Ferreira Soeiro, de Santo Antonio do Tauá - PA, cheguei na comunidade de Belém- PA dia 20 de fevereiro para iniciar o aspirantado. Nestes primeiros dias sinto grande felicidade por ter dado esse primeiro passo para a vida religiosa paulina, aprendi que ser vocacionada é estar disponível ao outro e a serviço de Deus. Eu me sinto realizada em fazer parte da Família Paulina. Que Deus ilumine meus passos cada dia.

"Até que em mim se forme Jesus Cristo."

Olá! Eu sou Silvânia Freire da cidade de Manaus- AM. Cheguei dia 20 de fevereiro na comunidade de Belém para iniciar o aspirantado. O que quero comunicar é que estou vivendo dias de grandes descobertas na vida paulina. Agradeço a Deus por mais esta missão que Ele me confiou.
E você? Não sente o chamado do Mestre para segui-lo mais de perto?