domingo, 25 de janeiro de 2015

Juventude: protagonismo e religiosidade

A obra Juventude: protagonismo e religiosidade foi pensada a partir do pulsar juvenil do Contestado (1912-1916), uma região do estado de Santa Catarina, campo de conflitos no começo do século XX.  A obra procura desvendar heranças culturais e religiosas, incorporar mitos, aspectos históricos, religiosos, existenciais e identitários dos jovens de outras épocas e nações cuja herança se faz, de alguma forma, presente hoje na realidade dos jovens.

O autor apresenta de maneira crítica, utópica e realista uma nova forma de compreender a juventude, partindo dos diversos "olhares" presentes na literatura sobre juventude. Procura valorizar e interpretar as diferentes realidades da juventude, considerando elementos geográficos, históricos, psicológicos, sociológicos, antropológicos e teológicos, entre outros.
Juventude: protagonismo e religiosidade abre os horizontes de uma nova mentalidade, que reconhece o valor da religiosidade e do protagonismo juvenil na edificação de uma nova sociedade, solidária, democrática, plural, sustentável, igualitária e fraterna, na qual caibam todos os jovens. (SAIBA +)

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!