terça-feira, 15 de maio de 2012

Giuseppe Toniolo é proclamado Bem-aventurado

O papa Bento XVI proclamou, no dia 29 de abril de 2012, o leigo católico italiano: Giuseppe Toniolo, Bem-aventurado na Igreja. 
Giuseppe Toniolo nasceu em Treviso, Itália, em 1845. Casado, pai de sete filhos, professor universitário em Veneza e Pisa, distingui-se em um movimento de empenho social a que a encíclica Rerum Novarum de Leão XIII (1891) deu voz e incremento. Participando no que se chamava a Obra dos Congressos, Toniolo emprenhou-se, no clima cultural de seu tempo, para que os católicos estivessem presentes na sociedade civil. Participou desde a primeira hora na Sociedade da Juventude Católica Italiana , núcleo inicial da Ação Católica. Ele próprio fundou, em 1889, em Pádua, a União Católica para os estudos sociais, de onde surgirá, em 1893, a Revista Internacional de ciências sociais e disciplinares auxiliares, de que será diretor. 
Toniolo elaborou uma um teoria social, afirmando o prevalecer da ética e do espírito cristão sobre as cegas leis da economia. Nos seus numerosos escritos propõe inovações no mundo do trabalho: repouso festivo, limitações nas horas de trabalho, defesa da pequena propriedade, tutela do trabalho feminino e infantil. Defende também o valor econômico-social da religião, a favor de uma reconciliação entre ciência e fé. É sob o seu impulso que em 1907 surgem as Semanas Sociais Italianas. 
As iniciativas culturais promovidas agora, a propósito da sua beatificação, reascendem na opinião pública italiana o debate sobre a laicidade do Estado e a participação dos católicos na sociedade, assim como sobre a validade e a atualidade dos princípios fundamentais do magistério social da Igreja. 
Faleceu em Pisa no dia 7 de outubro de 1918. 
---------------------------------------------------

Talvez você, leitor do nosso blog, esteja se perguntando: Mas o que tem a ver a vida desse Beato italiano, Giuseppe Toniolo, com as Irmãs Paulinas? 

É, aqui temos que nos explicar. Pois, esse importante leigo italiano, pai de família, sociólogo, professor universitário, militante católico, participou e, certamente, influenciou a vida de nosso fundador, o Bem-aventurado Tiago Alberione, ainda nos primeiros anos de sua juventude, cheia de fervor e de desejo de preparar-se para fazer alguma coisa pelas pessoas de seu tempo. 

Ao relatar a experiência carismática numa noite de adoração, na catedral de Alba, Alberione, ainda seminarista, conta das coisas que fervilhavam em sua mente e em seu coração: 

Realizara-se, pouco antes, um congresso (o primeiro a que assistiu); entendera bem o discurso calmo, mas profundo e cativante de Toniolo. Lera o convite de Leão XIII para rezar pelo século que se iniciava. Tanto um como outro falavam das necessidades da Igreja, dos novos meios do mal, do dever de opor imprensa a imprensa, organização a organização, de fazer o Evangelho penetrar nas massas, das questões sociais... 

É nesse contexto que o jovem Alberione recebe aquela luz especial que veio da Hóstia e o faz compreender o que ouvira de Toniolo:

Pareceu-lhe entender o coração do grande Papa, os convites da Igreja, a missão verdadeira do sacerdote. Pareceu-lhe evidente o que Toniolo dizia a respeito do dever de ser apóstolos de hoje, usando os meios empregados pelo adversários;  sentiu-se profundamente obrigado a preparar-se para fazer algo pelos homens do novo século com os quais viveria. 


Desde essa experiência, Alberione, focalizou todas as suas energias nesse ideal e nele permaneceu por toda a vida. Fundou a Família Paulina, que tem o mesmo carisma de viver e comunicar Cristo Mestre Caminho, Verdade e Vida. E, dentre as 10 fundações que compõe essa Família religiosa, as duas primeiras: Padres e Irmãos Paulinos (1914) e as Irmãs Paulinas (1915) tem por missão empregar todos os meios de comunicação social para comunicar o Evangelho. 

Por isso, hoje, queremos agradecer ao Senhor pelo dom da vida e o testemunho de santidade de Giuseppe Toniolo. Uma beatificação que é motivo de alegria, não só para o povo italiano, mas também para todo o mundo onde estão presentes membros da Família Paulina que carregam as sementes semeadas por ele, que germinaram no coração de Alberione e de todos os seus filhos em todos os tempos. 



0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!