sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

VOCAÇÃO: Chamado a uma missão

O CHAMADO-VOCAÇÃO dos primeiros discípulos e dos apóstolos deixa claro que esses seguidores foram chamados e escolhidos para dar continuidade à missão de Jesus. Os evangelhos narram com simplicidade.

Logo após a prisão de João Batista, o precursor, Jesus assume sua missão, convicto de que deve anunciar a todos a Boa Nova do Reino de Deus (cf. Lc 4,43).  
No discurso inaugural, Jesus anuncia o seu projeto de ação: “Cumpriu-se o tempo e o Reino de Deus está próximo: Convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15). Lucas enfatiza que Jesus veio para evangelizar (Lc 4,16ss ). Trata-se de uma proposta prática, concreta e abrangente, que envolve a todos. Por isso, Jesus se dá conta que não pode agir sozinho. Então, ele chama cooperadores.
Acompanhe, com atenção, a resposta dos primeiros convocados, em Mc 1,16s:
Ao passar pela beira do mar da Galiléia, Jesus viu Simão e seu irmão André; estavam jogando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse para eles: «Sigam-me, e eu farei vocês se tornarem pescadores de homens.»  Eles imediatamente deixaram as redes e seguiram a Jesus.
Caminhando mais um pouco, Jesus viu Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes. Jesus logo os chamou. E eles deixaram seu pai, Zebedeu, na barca com os empregados, e partiram seguindo a Jesus”.
Continuando a caminhar, Jesus foi chamando outros discípulos e dentre eles “constituiu os Doze”.  Para que os chamou? Conforme Marcos,  Jesus constituiu o grupo dos Doze, para que ficassem com ele e para enviá-los a pregar,  com autoridade para expulsar os demônios. (Quem são) os Doze?  Simão, a quem deu o nome de Pedro; Tiago e João, filhos de Zebedeu, aos quais deu o nome de Boanerges, que quer dizer «filhos do trovão»;  André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão o cananeu,  e Judas Iscariotes, aquele que depois o traiu.
Nesse grupo, Jesus reuniu o novo povo de Deus, em continuidade à caminhada do antigo Israel. Realiza-se a promessa. Jesus é o Messias servo. Ele entrega-se e dá sua vida pela salvação de todos.
Desse modo, aderir a Jesus é a condição para integrar e fazer parte da família dos filhos de Deus. E quem adere a Jesus? Àquele que o acolhe; aceita sua proposta e procura viver sua vida inspirando-se na vida do Mestre
Toda pessoa que foi batizada, na Igreja, já aceitou Jesus. O Batismo é a porta de entrada para a grande família de Deus. Por isso, como filho/a, no Filho, renascido(a) pelo  batizado/a procura viver os valores do Reino de Deus, a exemplo do que Jesus viveu e ensinou. E quando a pessoa batizada é criança? Aí, os pais e padrinhos respondem por ela e responsabilizam-se em ajudá-la a crescer na fé da Igreja, até o dia em que ela possa assumi-la pessoalmente, em seu próprio nome. É assim que se dá o crescimento no caminho do seguimento de Jesus.

Aqui se afirma também a nossa missão. Hoje, cabe a cada um (a) de nós essa tarefa de evangelizar, de manifestar a todos a verdade, o amor e a bondade de Deus para conosco. Como os discípulos, cada um(a) de nós é convidado(a) deixar algo de si para seguir e anunciar Jesus Caminho, Verdade e Vida para que nele os povos tenham vida (Cf. Doc.de Aparecida).

Que o exemplo de disponibilidade e de prontidão dos Doze nos fortaleça no SIM à nossa missão. 
Para refletir aprofundar, rezar e vivenciar
1. Ao chamado de Jesus, os Doze responderam prontamente. O que me impede de dizer SIM e ser um discípulo-missionário?
2. A quem ou a qual realidade, hoje, o Senhor me envia e o que devo anunciar?
Referência: Texto produzido por Ir. Lourdes Silva, fsp

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!