segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

A conversão de São Paulo

A festa de São Paulo Apóstolo, principal personagem do livro dos Atos dos Apóstolos e autor da maioria das cartas do Novo testamento, é celebrada em junho, junto com a festa de São Pedro. Mas, o evento da sua conversão, narrado no livro dos Atos dos Apóstolos três vezes (At 9, 1-9 / 22, 2-11 / 26, 4-18), em que ele passa de perseguidor a anunciador de Cristo, é celebrado hoje, 25 de janeiro.


Acompanhemos a primeira leitura da liturgia de hoje, em que Paulo narra esse importante momento de sua vida:



"Eu sou judeu. Nasci em Tarso da Cilícia, mas fui educado nesta cidade, formado na escola de Gamaliel, seguindo a linha mais escrupulosa dos nossos antepassados, cheio de zelo por Deus, como todos vocês o são agora. Persegui mortalmente este caminho, prendendo e lançando à prisão homens e mulheres, como o sumo sacerdote e todos os anciãos podem testemunhar. Eles até me deram carta de recomendação para os irmãos de Damasco, e para lá me dirigi, a fim de trazer algemados os que lá estivessem, a fim de serem punidos aqui em Jerusalém. No entanto, aconteceu que na viagem, estando já perto de Damasco, aí pelo meio-dia, de repente uma grande luz que vonha do céu brilhou ao redor de mim. Então caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: 'Saulo, Saulo, por que você me persegue?' Eu perguntei: 'Quem és tu, Senhor?' Ele me respondeu: ‘Eu sou Jesus, o Nazareu, a quem você está perseguindo!' Meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz que me falava. Então perguntei: 'Senhor, o que devo fazer?' E o Senhor me respondeu: 'Levanta-te e vá para Damasco. Aí vão explicar tudo o que Deus quer que você faça. Como eu não podia enxergar por causa do brilho daquela luz, cheguei a Damasco guiado pela mão dos meus companheiros. Havia na cidade certo Ananias, homem piedoso e fiel à Lei, com boa reputação junto a todos os judeus que aí moravam. Ele veio ao meu encontro e me disse: ' Saulo, meu irmão, recupere a vista!' No mesmo instante recuperei a vista e pude vê-lo. Então ele me disse: ‘O Deus dos nossos antepassados o destinou a conhecer a sua vontade, a ver o Justo e a ouvir a sua própria voz. Porque você vai ser a sua testemunha de todas as coisas que viu e ouviu, diante de todos os homens. Agora, não perca tempo: levante-se, receba o batismo e lave os seus pecados, invocando o nome Dele.'"  (At 22, 3-16)


Para nós, Irmãs Paulinas, que temos o nome: Filhas de São Paulo, essa festa é de grande importância. Pois, Paulo é, para nós, pai, protetor e inspirador no jeito de viver e comunicar Jesus Cristo. Temos uma missão: ser Paulo vivo hoje. Assim como Pe. Alberione o compreendeu:

"Se São Paulo vivesse hoje, continuaria a inflamar-se com aquela dupla chama de um mesmo incêndio: o zelo por Deus e pelo seu Cristo, e pelas pessoas de todas as nações. E para ser mais ouvido falaria dos púlpitos mais altos e multiplicaria sua palavra com os meios do progresso atual: imprensa, cinema, rádio, televisão." 


São Paulo Apóstolos, rogai por nós!

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!