sexta-feira, 14 de março de 2014

Ir. Tecla era como uma mãe... Testemunho de Ir. Nazarena

 
O testemunho da Irmã Nazarena Morando*
 
Ir. Nazarena
Para Mestra Tecla foi muito claro desde o início, o princípio de que a autoridade é serviço. Poderia ser tudo para todos. Ela ajudou as irmãs em seu trabalho: a cozinha, a costura, tipografia, encadernação, ajudando a fazer pacotes de livros  arrumar a casa, cuidar dos doentes...

Lembro-me que durante a sua ausência, um dia eu estava muito angustiada. Eram coisas pequenas, mas na noite de sua chegada, eu tive a audácia de pedir para contar a minha dor... Mas enquanto eu falava, ocorreu-me que a Primeiro Mestra devia estar muito cansada e que era mais conveniente adiar para o dia seguinte... E eu me desculpei por ter detido tentando romper a conversa. Mas ela - apesar do cansaço e preocupações - me pediu para continuar a dizer-lhe tudo o que me causou dor. Acrescentando que ela era a "mãe" e, portanto, tinha que estar sempre pronta e disponível sem levar em conta a si mesmo. E eu tinha que obedecer ...

Uma vez me confidenciou : "Uma das maiores dores para mim é ter que pedir as irmãs de uma obediêcia que custe seu sacrifício... No entanto, quando você tem que fazer a vontade de Deus deve ser capaz de superar isso ... " .

Eu poderia relacionar muitos episódios, mas vou me limitar a apenas alguns que se relacionam com a instituição de caridade que a Primeira Mestra tinha para suas filhas. De vez em quando, aconteceu que algumas irmãs foram chamadas com urgência para a família para a morte do pai  da mãe, etc ... E de volta em casa, apareceu a Primeira Mestra para cumprimentá-las e derramar seu coração em toda a sua dor. M. Tecla saudava a irmã em lágrimas, pedia-lhe para sentar-se ao lado dela e dizia: "Diga- me, diga-me alguma coisa sobre a sua mãe " (ou a pessoa amada falecida) . O que é um grande alívio para ser capaz de falar com uma pessoa que nos ama em tempos de tristeza !

Primeira Mestra ouvia e, em seguida incentivava as filhas, dizendo: "Agora sua mãe está no céu, ela te vê, te segue, ora por você! ... E então, aqui na terra que eu vou ser agora sua mãe ! Então, quando você tiver alguma dor ou dificuldade  ou necessidade, venha a mim . Eu estou sempre pronta para recebê-lo e ajudá-la... " .
Ela amou profundamente todas as irmãs,  fez grandes sacrifícios e não poupou nenhuma despesa ou dificuldade quando se trata de ajudar os doentes e os que estavam com problemas com a vocação. E aconteceu mais de uma vez que escreveu pessoalmente ou enviou algumas de nós, pelas irmãs que estavam em dificuldade, para animar, incentivar a seguir em frente.
 
Em 1944 , tivemos uma irmã estava gravemente doente em um sanatório no Veneto. A freira era jovem e tinha uma forma muito grave de tuberculose, que foi avançando rapidamente ... Não havia mais nada a ser feito. Nós escrevemos para o hospital para buscá-la,queríamos que ela morresse em casa. Mas o mais doloroso era que esta irmã não estava disposta a morrer tão jovem e não podia aceitar a vontade de Deus.  Mestra Tecla foi pessoalmente encontrar esta irmã no sanatório. Ele ficou por um longo tempo com ela. Ela falou com ela como uma mãe e ela sabia como fazer com toques de fé que encheu o meu coração... No final de uma longa entrevista como uma "Mãe", a irmã foi se transformando... Ela não tinha medo de se aproximar da morte, na verdade, ela estava disposta a morrer em paz agora, se fosse a vontade de Deus A jornada da Primeira Mestra tinha sido reembolsado pela Providência Divina, e ela louvou a Deus, porque só a Ele, ela sempre atribuía qualquer sucesso.
 
A caridade que leva ao heroísmo
Primeira Mestra selou seu grande amor por suas filhas com um supremo ato de caridade: ela desejava o verdadeiro bem de todas as irmãs, sua santificação, que oferecera sua vida por isso. Na festa da Trindade SS.ma de 1961 ela escreveu estas palavras: "Eu ofereci a minha vida, para que todas as Filhas de São Paulo sejam santas" . Jesus não disse que a maior prova de amor é a "dar a sua vida para a pessoa que você ama? " . Primeira Mestra vivia a era caridade heróica .
 
* Sr. Nazarena Morando: 1904-1984 .

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!