terça-feira, 22 de março de 2011

Águas da terra

Água nossa de cada dia, 
doce e salgada, verde e azul.
Preciosa, límpida, a saciar nossa sede.
Em gotas coloridas, compõe
a melodia da abençoada chuva.


Água pura e essencial à vida, 
espelho cintilante dos riachos subterrâneos.
Milagrosa energia que flui
em grutas e mananciais sagrados.
Assanhada pelos ventos do imenso oceano, 
onde os peixes borbulham
e as gaivotas sobrevoam em perfeita sincronia.



Água viva substancial as criaturas:
folhas, flores, frutos, plantas.
Nas nascentes de Deus, 
jorra abundante, potável, 
purificada, graciosa, 
com cheiro de natureza.


Água nossa, pura, viva;
fonte de vida do Planeta Terra.
Seja louvada!
Seja preservada!
Maior essência para infinitos dias!

(Luizinho Bastos
Do livro: Ecos Ecológicos - Paulinas Editora, 2007)

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!