quinta-feira, 26 de maio de 2011

50 anos consagrados a serviço do Evangelho!

Vamos conhecer hoje mais uma história de fidelidade na vida de uma irmã que há 50 anos respondeu seu sim a Deus, consagrando-se ao anúncio do Evangelho. É a Ir. Lourdes Fachin!


1.      Ir. Lourdes, conte-nos um pouco como sentiu o chamado do Senhor para ser religiosa?

Nasci em uma família numerosa, somos sete mulheres e três homens, e bastante religiosa. Lembro-me que todas as noites rezávamos o terço. Tínhamos também a catequese em família, uma vez era a mamãe e quem dava e na outra semana era  na casa de minha tia. Na escola, todos os anos um irmão Marista nos visitava para fazer a pastoral vocacional. Acredito que, nesse contexto, surge em mim um pequeno gérmen da minha vocação à vida religiosa. Mas, foi quando tinha uns 15 anos, após ler um livro sobre Nossa Senhora, que senti o chamado de Deus. Então, eu disse a mim mesma: “eu quero ser irmã para fazer o bem!”. Após decidir isso, ao deixar minha família, para mim, já era uma opção definitiva, não tive dúvidas! Entrei na congregação na comunidade de Curitiba – PR, no dia 12 de dezembro de 1955.

2. Ao olhar sua caminhada nesses cinqüenta anos, consagrada ao Senhor para anunciar o Evangelho, sente-se feliz e realizada por ter respondido seu “Sim” a vocação?

Sim, sinto-me feliz! Mas não totalmente realizada, pois, há muitas pessoas que ainda não conhecem, não vivem e não amam a mensagem de Jesus.

3. No caminho, certamente, além das alegrias e flores, deparou-se também com sofrimentos e cruzes. Qual foi a força que encontrou para permanecer fiel?

A palavra dada a Deus, o SIM a vocação, é o princípio da força. Nos caminhos por onde andei, no exercício da missão, encontrei sim, flores e espinhos, mas também haviam bons frutos. E vendo esses frutos, me animava a prosseguir, a superar todas as dificuldades. Houve também alegria, doação, fraternidade, comunhão na comunidade e, principalmente, a oração que me dava muita força na escuta da Palavra de Deus. Ele que sempre me sustentava e me impulsionava a seguir em frente.

4.      Diga uma palavra aos jovens, que hoje, sentem Deus a chamar-lhes para segui-lo mais de perto.

 
Eu digo: Jovem, estás inquieta?  Jesus quer algo a mais de você. Não tenha medo! Venha, venha conosco! Faça a sua experiência junto a nossa comunidade Paulina. Reze conosco e conheça a nossa missão de evangelizar com os meios de comunicação social. Você não se arrependerá!

 
5.       Um trecho do Evangelho que marca seu caminho vocacional.

Há muitos textos que marcam a minha vocação, mas resumo neste: “Como eu vos amei, amai-vos também uns aos outros. Nisso reconhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros”. (Jo 13, 34b – 35).           

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!