quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O dom da Palavra


A palavra ainda é a melhor arma, tanto para se falar do amor, quanto da dor.
É com ela que podemos acarinhar e, também, ferir.
É com ela que podemos agradar e denegrir.
A palavra é a força maior do ser humano. Sendo escrita ou falada ela pode causar alegrias e danos e jamais poderá ser apagada, de qualquer forma será, inevitavelmente, registrada.

Ela pode ser sincera ou falsa, mas não importa a sua qualidade, no momento que for dita soará como verdade.

É usada para engrandecer e, muitas vezes, para desmerecer.
Enaltece e humilha, em certas horas é poderosa como mãe em outras é carente como filha.
Oras é mais devastadora que uma guerra, oras é mais tranquila que um jardim.
A palavra é assim, tem várias caras e facetas, arma ciladas e serve de muletas.

Em algumas bocas caminha entre o sim e o não sem prestar muita atenção.
A palavra é um dom que nos foi dado e que, por muitos, tem sido tão mal utilizado.
A palavra deve ser respeitada, como rainha deveria ser tratada.
A palavra é sempre o começo de tudo e, infelizmente, o final, seja ele doloroso ou normal.

Quem usa da palavra sem responsabilidade deveria ser severamente castigado, afinal, ela sempre será a grande personalidade que atua no presente, atuará no futuro e atuou no passado.
(Silvana Duboc)

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!