terça-feira, 6 de abril de 2010

Ir. Tecla Merlo: "Uma santa"

ÚLTIMO CAPÍTULO DA ENTREVISTA VOCACIONAL
COM IR. BERNADETE, fsp



5. Você conheceu os fundadores? O que marcou para você?

Conheci Ir. Tecla Merlo alguns dias depois de ter ingressado na Congregação. Recordo que ficamos todas fascinadas ao observar o amor filial das irmãs para com ela, mesmo sem entender o significado de sua pessoa para a Congregação das Filhas de São Paulo. Como éramos muitas, recordo que passamos diante dela, que dirigiu uma palavra para cada uma das aspirantes. Mulher boa, simples, acessível: resume bem o que ficou para mim do primeiro contato com uma santa.
Um pouco depois, Pe. Alberione também nos visitou em Porto Alegre, mas a aproximação de nós jovens com ele era menor. Eu entendia pouco de sua fala, porque era tudo em italiano, mas entendia bem o seu olhar profundo e perspicaz,
o silêncio, o recolhimento e a atenção às pessoas. Não foi uma pessoa que simplesmente passou entre nós, ele ficou nos corações de suas seguidoras.


6. O que você diria para as jovens hoje?

Vocês precisam investir a vida e as próprias energias num projeto que vale a pena e que Deus reserva para cada uma. Vocês sonham grande e alto, mas esses sonhos precisam ser abraçados com amor, coragem, generosidade e entusiasmo. A força para isso não vem só de vocês, mas de Deus, que ama a cada uma com amor infinito.
Assim vocês poderão, na rede das relações fazer a diferença, interligando relações, às vezes rompida pela inveja, pelo egoísmo e pela indiferença.
A vocação paulina oferece para vocês o espaço e os elementos necessários para uma realização plena dos anseios mais profundos do coração dos jovens: dar-se, doar-se, fazer o bem com a comunicação social.
Vocês são uma mensagem viva de Jesus para nós, que estamos caminhando há mais tempo como Paulinas. Obrigada.

1 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!