terça-feira, 5 de setembro de 2017

#MêsdaBíblia “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida”

     
Vivendo a nossa vocação a exemplo de São Paulo Apóstolo
 A Igreja do Brasil celebra, durante setembro, o mês da Bíblia, no qual a Igreja se dedica intensamente à Palavra de Deus, propondo reflexões e criando momentos celebrativos. Celebrar e meditar a Palavra é exercício contínuo, feito todos os dias; porém, é reservado um mês para intensificar a nossa vivência e, assim, darmos o devido valor que ela tem na prática cristã. A Palavra é um encontro e um diálogo com Deus, que requer de nós adesão e abertura para deixar envolver-se por ela.
No mês de setembro, a Igreja do Brasil propõe uma temática bíblica para nos ajudar a aprofundar a nossa fé.  Por isso, neste ano o estudo é feito a partir da primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses. O texto-base dessa reflexão é inspirado no tema: “Para que n´Ele nossos povos tenham vida”. O lema: “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida” (1 Ts 2, 8) nos reporta e nos convida a mergulhar no pensamento de São Paulo, que foi um apóstolo fiel ao projeto de Jesus Cristo, entregando a sua vida pelo evangelho no anúncio e na partilha da vida com os seus. A exemplo dele, também queremos rezar a nossa vida e vocação para melhor corresponder ao chamado que Deus nos faz todos os dias: doar a própria vida ao Evangelho e as pessoas.
Para nos ajudar nesta vivência, teremos como base o subsídio do mês da Bíblia, que contém quatro encontros à luz da I carta aos Tessalonicenses. Mas quem é o autor dessa carta? O autor foi São Paulo, um judeu que conhecia e defendia a Torá e suas leis. Foi um perseguidor dos cristãos e, para impedi-los de continuar a missão de Jesus, foi para Damasco e no caminho teve uma profunda experiência de fé e de encontro com Jesus. A partir daí, tornou-se um grande evangelizador e fundou várias comunidades nas quais acompanhava com visitas ou por cartas. Viveu a sua vocação de cristão com fidelidade ao evangelho de Jesus, doando sua vida na alegria, na dor e na perseguição, sendo apóstolo até às últimas consequências.
Escreveu a Primeira Carta aos Tessalonicenses “entre os anos 50 e 51 E.C na cidade de Corinto, nessa época, a comunidade ainda não estava organizada e necessitava de incentivo para não desanimar diante das provações” (Mês da Bíblia-SAB, 2017, p. 6). A comunidade estava sendo perseguida por cidadãos adversários pelos discursos filosóficos e falsas pregações apocalípticas, que dificultavam a evangelização de Paulo. Ele nem sempre podia estar presente na comunidade devido às suas viagens, mas os acompanhava com carinho, exortando e orientando os cristãos.
 Em cada encontro serão apresentados aspectos importantes trabalhados por Paulo com os tessalonicenses. 
            

Texto extraído do livro do SAB (Serviço de Animação Bíblica) do mês da Bíblia 2017. Belo Horizonte: Paulinas, 2017, pp. 25-27. 

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!