quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

25 anos de SIM a Deus na Vida Paulina


IR. ANA MARIA PIZZATTO também vai celebrar seu Jubileu de Prata. Ela é natural de Coronel Vivida – PR. Entrou na congregação das Irmãs Paulinas com 17 anos. Hoje, ela partilha com você como é sua experiência de mulher consagrada a Deus no carisma Paulino.  

"Me sinto muito feliz como Irmã Paulina e realizando a minha missão como vocacionada e comprometida com o Reino. Vale a pena seguir Jesus como Tiago Alberione e Ir. Tecla ..."

  1. Como foi seu despertar vocacional?

Desde cedo pensei em ser irmã. Engajada em minha comunidade, quando tinha uns 15 anos já ajudava na equipe de liturgia, coordenava o grupo de jovens, era catequista. Nessa época vieram morar na minha cidade umas irmãs que colaboravam na catequese e liturgia. Eu, que participava dos encontros pastorais, comecei a me encantar com o trabalho daquelas irmãs. Depois comecei a fazer acompanhamento com elas. Já tinha quase um ano de acompanhamento quando, houve semana vocacional na minha cidade, da qual as Irmãs Paulinas participaram. No dia em que a equipe missionária visitou a minha capela, o padre vigário me levou até a Ir. Lourdes Silva (que era postulante), pegou em minha mão e disse: “Olha, essa menina vai ser uma irmã paulina!” A Lourdes ficou animada, conversou comigo, me deu folhetos e no outro dia pela manhã chegou em minha casa com outra irmã para conversarmos e me propos fazer o acompanhamento. No mês seguinte, outubro, a irmã retornou e marcou meu ingresso na congregação para janeiro de 1978. Fui então, para Curitiba, depois continuei a formação em São Paulo. Foram oito anos de formação até dar o meu primeiro SIM consagrando minha vida.

  1. Como foi sair de casa e entrar na congregação?

Meus pais sentiram, mas sempre me apoiaram. Nunca disseram que não. A minha mãe acreditava que eu voltaria depois de um tempo. Mas, eles sempre me apoiaram. Sempre fomos muito unidos em minha casa e até hoje somos assim. O que ajudou também é que meus pais sempre foram muito comprometidos com a Igreja, por que quando eles chegaram no Paraná não havia nada, então eles ajudaram a construir a comunidade. Isso os deixou muito ligados à Igreja.

  1. O que mais te alegra na Vida Paulina?

Muitas coisas. Sofrimentos tem, mas maiores são as alegrias. Uma alegria para mim é sentir a presença e a fidelidade de Deus na minha vida. Tem uma frase de São Paulo que me ajuda muito: “É fiel o Deus que te chamou e é ele que vai agir”. Eu sinto essa fidelidade permanente de Deus na minha vida, em como ele conduziu e conduz a minha história, por que por mim eu não faço nada. Outra alegria é sentir que, com a minha vida e a nossa missão paulina as pessoas podem conhecer Jesus. As vezes, em lugares que não imagino encontro algum fruto da nossa missão e isso me dá uma alegria muito grande. Escutar as pessoas dizendo que cresceram com a Revista Familia Cristã, cresceram ganhando produtos Paulinas, não é o fato do presente, mas o que isso significa na formação das pessoas. Me alegra muito ver as pessoas beneficiadas com nosso apostolado. Sinto que minha vida não é inútil, é um dom de Deus e é uma grande missão.
  1. Depois desses 25 anos o que tem a dizer a Deus, ao povo e aos jovens que também sentem-se chamados por Deus?

Vale a Pena! O medo se supera com a coragem e a confiança em Deus. Encontro pessoas temerosas, e isso é normal, mas por outro lado, é muito mais normal confiar em Deus e ter a coragem para dizer um sim, o que as vezes exige uns três ou quatro nãos. Sinto que vale a pena, mas é importante a confiança em Deus e superar o medo com a Graça de Deus. A presença de Deus é o que da força e coragem e faz com que nos lancemos para a frente. Essa confiança na Graça de Deus é coisa que se adquire com o tempo.


Agradecemos ao Senhor que chamou e sustentou Ir. Ana em sua resposta!
Seu testemunho é sinal da fidelidade e do amor de Deus para com seu povo!

"Segui em frente com alegria! Dou-vos a minha benção e rezo por vós!"
(Pe. Tiago Alberione)



0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!