sexta-feira, 8 de abril de 2011

Experiência a serviço - parte 2

Continuação da entrevista com a Ir. Ninfa Becker.

Paulinas - Como entende, hoje, ter recebido a graça de ter se tornado uma Paulina?
Ir. Ninfa - Recebi o dom de preparar-me para a vida e missão Paulina de muitas formas, especialmente vivendo a vida cotidiana, que para mim é a maior escola de vida... Todo o período de formação inicial e através das inúmeras mediações fui aprofundando o carisma e a espiritualidade Paulina, vivendo as experiências na vida comunitária e apostólica, especialmente durante as visitas às famílias, quando então fazíamos as chamadas Semanas Bíblicas. Não me sinto uma Paulina "pronta", mas aprendo a ser Paulina cada dia, bebendo sobretudo de duas grandes fontes de vida: a Palavra e a Eucaristia, e abrindo a mente e o coração para a realidade, para o povo. Preparei-me também, frequentando os cursos de Filosofia, Teologia e Psicologia, meios que encontrei para melhor viver, servir e realizar a missão Paulina na Igreja. Essa preparação, no entanto, não está concluída e, pelo contrário, continua sempre até o fim da vida, pois a formação é permanente e tem como objetivo "deixar que Cristo se forme em mim!" como diz o nosso são Paulo. Isso significa viver um contínuo processo de formação integral, de conversão contínua. 

Paulinas - Então, as Irmãs Paulinas precisam de constante preocupação com a formação, estudar sempre e estarem constantemente atualizadas?
Ir. Ninfa - Bem, o estudo para uma Filha de São Paulo é essencial para a missão. É uma das "quatro rodas do carro Paulino", como dizia o nosso fundador, o padre Tiago Alberione. Essas quatro rodas (santidade, estudo, pobreza e missão) devem mover-se em conjunto, para que se possa avançar de maneira equilibrada e segura. "A pessoa toda em Cristo, para um amor total a Deus: inteligência, vontade, coração, forças físicas. Tudo, natureza, graça e vocação para o apostolado. Carro que avança apoiado sobre as quatro rodas: santidade, estudo, missão, pobreza" (AD 100; cf. CISP 10). Nossa missão eclesial de comunicar Jesus Cristo Mestre ao povo, através dos meios de comunicação social, requer de nós uma preparação integral: humana, espiritual, apostólica e profissional. É ainda preciso levar em conta as exigências de hoje, do mundo da comunicação marcado por grandes desafios, mudanças rápidas, avanços tecnológicos etc. Tudo isso exige de nós um contínuo aprofundamento, muita reflexão, discernimento, fé e sintonia com a pessoa de Jesus Cristo, como fez São Paulo, para podermos perceber por onde passa e para onde nos conduz o Espírito e colaborar, de modo eficaz, com a Igreja na missão evangelizadora e saciar a sede de Deus que as pessoas têm. 


Paulinas - Como é possível para as irmãs Paulinas, e também aos seus colaboradores, manter-se a par de tudo o que ocorre com esses meios, com as últimas tecnologias?
Ir. Ninfa - Hoje, de fato, não basta somente o púlpito, mas são necessários todos os meios. Realmente, em poucos anos o mundo se transformou e, para caminharmos com o mundo, precisamos atualizar-nos. Acredito que Paulinas, e seus colaboradores, poderão acompanhar o mundo da comunicação de forma atualizada, se forem capazes de viver dentro da história, de manter as antenas sempre ligadas à realidade, às mudanças que estão ocorrendo na sociedade; se forem capazes de terem uma profunda abertura a uma escuta voltada para o Espírito de Deus que conduz a história, para assim perceberem os sinais dos tempos. Precisaremos, como diz o padre Alberione, "aceitar o mundo e as pessoas de hoje, para fazer o bem hoje".


Paulinas - Gostaria de deixar um recado para todo o público de Paulinas, para as irmãs, os colaboradores, os cooperadores, os parceiros, os amigos e para a Igreja em geral? Que pedido gostaria de fazer?
Ir. Ninfa - Que formemos, todos, uma grande rede de pessoas vivendo em comunhão, como filhos e filhas de Deus e irmãos entre si. E que saibamos comunicar, com a própria vida e a missão, Jesus Cristo Mestre, Caminho, Verdade e Vida a todos, no mundo da comunicação! Desejo, ainda, que aprendamos com São Paulo a ter um coração grande, corajoso e missionário, apaixonado por Cristo e pelo povo. Ele chegou a todos. Paulo entusiasma-se por Cristo, porque toma consciência do amor que Cristo tem por ele. 
______________________________________________________



0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!