domingo, 8 de abril de 2012

Ressurreição que gera missão


Perdida na solidão do velho horto,
Maria Madalena chora a vida
encerrada em sepultura.
Buscadora apaixonada do Amor,
Maria, irmã e amiga de Betânia,
chora a ausência do amado.

Todos somos Maria Madalena!
No jardim da morte, junto ao túmulo vazio,
uma voz e um chamado: "Maria!"
No jardim da vida, junto ao jardineiro,
uma escuta e uma resposta: "Mestre!"

O Mestre não é para ser tocado,
retido, possuído;
ele pertence ao Pai e para lá vai.
O Mestre é para ser anunciado,
partilhado, repartido: por isso vai!

Todos somos Maria Madalena!
Consolados para não mais chorar,
chamados para um encontro vivo de amor;
enviados para ir e anunciar:
"Vi o Senhor!"

Salvador Medina, imc

1 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!