sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Bem-aventurado Tiago Alberione

O HOMEM QUE VIU O FUTURO


Se você der uma volta pelo mundo, certamente encontrará livros, jornais, revistas e audiovisuais com a marca Paulinas. Nas maiores cidades, desde Londres até Kampala, desde Boston até Nairob, desde Porto Alegre até Manaus, nos cinco continentes você descobrirá uma comunidade Paulina a serviço do povo de Deus, trabalhando com os meios de comunicação social. Atrás de todos esses centros e de todas essas atividades, está uma pessoa: Tiago Alebrione.


Tiago Alberione nasceu em 04 de abril de 1884, na pequena cidade de São Lourenço de Fossano - Alba, no norte da Itália. Desde pequeno ele tinha claro um ideal: fazer o bem às pessoas.
Um dia, na escola primária, sua professora, Rosa Cardona, perguntou aos seus alunos o que eles queriam ser quando adultos. Tiago já tinha clara a sua decisão e respondeu sem hesitar: "Quando for grande serei sacerdote". Desde cedo teve que pagar por essa declaração, pois os colegas caçoavam e exigiam mais dele.

Tiago deixou a pequena cidade de Alba e a família que amava e foi para o seminário de Brá. No seminário sua vida corria sem grandes lances de inteligência e qualidades especiais que o distinguissem. Pelo contrário, era considerado uma pessoa frágil. Tanto seus familiares quanto os diretores do seminário temiam por sua saúde. Deus, porém, tinha outros planos para ele, o que aliás não nos surpreende, porque os planos de Deus sempre valorizam nossa pequenez, a nossa fraqueza. É na fraqueza que o seu poder se manifesta.
O apóstolo Paulo era a paixão de Alberione, o modelo sobre o qual planeja sua vida. O próprio apóstolo dizia: "Sede meus imitadores como eu sou de Cristo". Em Paulo Apóstolo, Pe. Alberione confirmou seu desejo de espalhar pelo mundo todo a mensagem de Jesus. São Paulo o fizera no século I, Tiago o quis fazer no século XX e nos seguintes. Se Paulo vivesse hoje, seria jornalista, disse alguém. A semente germinou em Alberione que, impulsionado pelo dom do Espírito Santo, lançou as raízes de uma nova congregação que anuncia Jesus Cristo com os meios de comunicação social, tendo Paulo Apóstolo por pai, padroeiro, exemplo. Assim pensou, rezou, amou e realizou.

Como acontece com todas as propostas de Deus, esta também começou na pobreza e na humildade. Ele escolheu 1914, o ano do início da Primeira Guerra Mundial, para iniciar também a sua missão na Igreja com os meios de comunicação social a serviço do Evangelho. No dia 20 de agosto de 1914, teve início a congregação dos Padres e Irmãos Paulinos, primeira congregação na Igreja, dedicada exclusivamente ao trabalho com os meios de comunicação social. E, no dia 15 de junho de 1915, teve início a Congregação das Irmãs Paulinas, com a mesma missão.

(Fonte: Revista: Irmãs Paulinas - Comunicadoras do Evangelho)

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!