sábado, 31 de agosto de 2013

Entrevista com Ir. Celina Helena

Neste ano de 2013, algumas Irmãs Paulinas celebram 50 anos de consagração na vida Paulina. Nossa equipe do blog publicará as entrevistas que fizemos com elas, onde as mesmas partilham suas experiências de fé vividas ao longo desses anos.
Confira a partilha de Ir. Celina Helena:
Sou Ir. Celina Helena Weschenfelder, nasci em Itapiranga, SC. Venho de uma família muito religiosa, daquelas famílias que se reuniam à noite para rezar o terço e cantar. Papai era interminável nas rezas e cantorias, e quando a oração e os cantos não acabavam mais, um por um caíamos pelos lados adormecidos e alguém nos levava à cama.  Mamãe e papai iam levando um por um na cama fazendo-nos ainda rezar a oração do anjo da guarda em alemão. Papai e mamãe eram músicos, cantores e artistas.
- Meus pais deixaram exemplos de profunda fé, amor, bondade além de herdarmos deles dons artísticos e musicais. Papai era também muito divertido e alegre. Com a longa doença da mamãe a família ficou ainda mais unida e somos assim até hoje.
 
- Conheci as paulinas quando iam à cidade de Itapiranga, SC, com os livros e a Família Cristã. Sempre me impressionou muito com a alegria de Ir. M. Edwiges e Ir. Dulce Heinick e tinha mais: elas também falavam em alemão.   
- Na Congregação, além de outros setores, trabalhei 18 anos na gravadora, 15 anos no editorial Paulinas e outros trabalhos. Atualmente dedico-me à redação e outras atividades com o povo. Temos em Curitiba um grupo de onze colaborares para o evangelho. Três delas farão em outubro, as promessas. Elas são muito empenhadas nas paróquias e divulgam a revista Família Cristã.
 
Convicções que sempre me acompanharam:  
-  Amor à missão paulina desde que conheci as irmãs, doando-me com todo o meu ser. 
A Eucaristia e a Palavra são o meu alimento diário e a Leitura Orante que faço todos os dias, na hora de adoração, me sustenta na minha caminhada vocacional.
- O amor à Eucaristia e a Palavra, me levam à alegria, na doação na missão paulina. E, mesmo quando surgem as dificuldades, Jesus está aí para me dizer: “Não temas, estou com você”.
- A alegria de ser apóstola paulina, na entrega a Deus e à missão, apesar de minhas infidelidades, me levam hoje ao canto do MISERERE e do MAGNIFICAT, louvando a Santíssima Trindade, com o olhar fixo em Jesus Mestre, Maria, Paulo, Alberione  e Tecla.
 
Palavras que me sustentam: 
“Ele me amou e se entregou por mim” (Gl 2,20b).
- O esvaziamento de Jesus que se fez pequeno, pobre, desprendido e serviçal  entre nós. (cf. Fl  2,7-8)
-  “Eu sei em quem acreditei e ele é fiel”  (Cf. 2Tm 1,12)

 

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!