quarta-feira, 17 de novembro de 2010



IRMÃ MARIA DE LOURDES BELÉM


Ainda menina, com apenas 11 anos, deixou a família para seguir Jesus Mestre na vida Paulina.
Ir. Arcângela Girardi, da comunidade de Curitiba-PR, se lembra do dia em que a recebeu em 1943: “Lembro quando chegou a menina Maria de Lourdes Belém. Foi-lhe mostrado tudo, inclusive a gráfica. Era bonito ver como olhava tudo sorridente. Tinha um laço de fita nos cabelos, prestava atenção nas máquinas. Chegou cheia de esperança no bom Deus que a acolhia com amor em sua nova casa e missão”.

Esperança que firmou nela a perseverança. Foram 66 anos de Vida Consagrada Paulina, até que o Senhor a chamou de volta para si no dia 18 de fevereiro de 2009.

“Comunicadora exemplar em casa, na comunidade, com seu relacionamento simples, transparente, delicado, carregado de ternura, capaz de diálogo, perdão e doação gratuita; e comunicadora na missão como escritora, tradutora e com sabedoria e bom senso selecionava os livros para as livrarias, e qualquer outra atividade era realizada com o coração de apóstola, assim a descreveu Ir. Eide de Bortoli (Superiora Provincial), no dia de seu velório.

Uma de suas últimas palavras, quando estava hospitalizada, foram: “Mestra Tecla disse que se deve sorrir, mesmo na dor!”. Dessa forma ela entregou a vida!

Um testemunho de santidade, vivido na simplicidade do dia-a-dia, como uma flor que brota no jardim, se abre na primavera, embeleza a terra com seu colorido e depois se apaga no silêncio. Assim foram os quase 77 anos que Ir. Maria Belém viveu entre nós, uma primavera!

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de colocar seu nome. Obrigada!